Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Aposentado reclama de atendimento da Sabesp

Leitor afirma que empresa não envia boletos e não faz a leitura de seu hidrômetro

São Paulo

O aposentado Benedito Aparecido Barnabé, 65 anos, de Cotia (Grande SP), relata que ficou dois meses sem receber o boleto de cobrança da Sabesp e teve que pagar, no débito automático, uma média pelo uso do serviço da empresa.

Ele reclama que a distribuidora não o comunicou sobre a mudança do tipo de cobrança e que, até hoje, não sabe o motivo da alteração sem aviso prévio.

"Percebi que o leiturista que passava na minha rua não fazia a leitura, calculava a média apenas. Ele lia o hidrômetro de todo mundo, mas na minha casa não", conta Barnabé.

O aposentado Benedito Barnabé, 65, reclama de mudança - Arquivo pessoal

O aposentado diz que, para seu nível de consumo, a diferença entre a média e o valor correto mostrado no relógio não muda muito a conta. "Mas para alguém que gaste mais, pode fazer muita diferença, e a empresa tem que, pelo menos, comunicar o cliente", reclama.

Ele conta que entrou em contato com a Sabesp para entender o motivo da cobrança por média de consumo e não pelo que indicava o hidrômetro, mas diz que os funcionários da companhia nunca deram uma resposta clara a ele.

"Não teve explicação, ficou uma coisa meio vaga, por isso peço a intervenção do Defesa do Cidadão", diz Barnabé ao Agora.

"Acho tudo isso um total descaso. Eles deveriam fazer a leitura corretamente e também me enviar um comunicado informando que mudaram minha conta para o débito automático. Fui o último a saber de tudo", reclama o aposentado à reportagem.

Empresa faz contato com cliente

A Sabesp informa, em nota enviada por sua assessoria de imprensa ao Defesa do Cidadão, que, em vistoria feita no local, constatou que o cavalete do imóvel do leitor Benedito Aparecido Barnabé está fora do padrão da companhia, dificultando a leitura da medição do hidrômetro.

A empresa afirma ainda que Barnabé será orientado a regularizar suas instalações para facilitar o acesso ao cavalete.

Em novo contato, o leitor agradeceu a intervenção do Defesa do Cidadão em seu caso e confirmou o contato feito pela Sabesp.

"Agradeço imensamente ao Agora porque realmente a reclamação repercutiu e a empresa veio finalmente dar uma satisfação para mim", afirma o cliente, que diz ainda que já recebeu a leitura correta na última conta de água.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.