Tire suas dúvidas sobre o sarampo

Santos registrou o primeiro caso contraído no estado desde 2000

São Paulo

A cidade de Santos (72 km de SP) registrou o primeiro caso autóctone de sarampo no estado de São Paulo desde que a circulação endêmica da doença foi interrompida, em 2000. Confira abaixo as repostas para oito das principais dúvidas sobre a doença.

O que é o sarampo?

É uma doença infecciosa, causada por um vírus. É grave e contagiosa. Suas complicações são maiores em crianças menores de um ano de idade e desnutridas

Quais são os sintomas?

Manchas avermelhadas na pele, manchas brancas na parte de dentro das bochechas, febre alta, tosse, coriza e olhos lacrimejando

Como é transmitida?

Pelo contato direto com a secreção e pelo ar

Vacinação em Santos, no mês de março; cidade registrou o primeiro caso autóctone de sarampo no estado desde 2000 - Rogerio Bomfim/Prefeitura de Santos/Divulgação

Como me prevenir?

Tomando a vacina. Bebês devem receber, aos 12 meses, uma dose da tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) e, aos 15 meses, uma dose da tetra viral (que também protege contra catapora)

Quem não tomou a vacina na infância deve tomá-la depois?

Sim. Duas doses da tríplice viral se tiver até 29 anos e uma dose se tiver de 30 a 49 anos

Quem não deve tomar a vacina?

Gestantes, bebês com menos de seis meses, pessoas com suspeita de sarampo e imunocomprometidos. Quem já teve a doença não precisa se imunizar

Não me lembro se fui vacinado, o que devo fazer? 

Se tiver até 49 anos de idade, tome a vacina. A partir dessa idade, a imunização deve ser avaliada caso a caso

Quem já tomou a vacina pode pegar a doença?

Sim. Há casos em que o organismo não responde à vacina

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.