Cachorro furtado em porta de mercado é encontrado na cracolândia

Filhote de shih-tzu foi encontrado pela polícia nesta terça (9), após seis dias

Alfredo Henrique
São Paulo

Após quatro dias de investigação, polícias do 6º DP (Cambuci) encontraram o filhote de shih-tzu que foi furtado em frente ao supermercado Minuto Pão de Açúcar, na noite de quinta-feira (4), na região da Liberdade (centro). O casal que furtou o cachorro, chamado de Café, ainda não foi localizado. 

Segundo a investigadora Daliane Soroba, o filhote foi reconhecido pelo dono de um hotel, que viu Café em reportagens. “Recebemos a informação de que o filhote poderia estar na região da cracolândia [no centro de SP] e rumamos para lá”. 

Ao chegarem ao hotel, na esquina das ruas Helvétia com Barão de Piracicaba, Café foi resgatado. Segundo o dono do hotel, que é testemunha do caso, o cão foi vendido por R$ 400, por um casal que furtou o filhote. Não foram dados detalhes sobre a venda do cão.

Na ocasião do furto, a tutora de Café, a professora universitária Juana Ribeiro Diniz, 44 anos, disse que foi ao mercado fazer uma compra rápida. Antes disso, colocou o filhote em uma área destinada aos cães. “Fiquei menos de 15 minutos no mercado e, quando voltei, só estava a coleira do Café presa.”

A princípio, a professora imaginou que o cão havia se soltado. “Eu gritei loucamente pelo Café, mas ele não apareceu”. Na área de espera de animais, segundo a vítima, não havia segurança.

Juana pediu apoio a funcionários do mercado, que a deixaram assistir às imagens captadas pela câmera de vigilância. Segundo o vídeo, um homem e uma mulher se aproximam do cachorrinho. “A mulher gesticula para que o homem não pegue o Café, mas ele não dá ouvidos, tira ele da guia e o leva no colo”, disse a professora. O cachorro, segundo a vítima, é sociável e, por isso, não estranhou o criminoso.

Segundo o investigador Sergio Ricardo, o vídeo ajudará a identificar o casal. 

A tutora de Café aguardava o filhote em frente à delegacia. Por volta das 15h, houve o reencontro. “Nós investigamos qualquer caso que chegue à delegacia e nos empenhamos para solucionar a todos”, afirmou a investigadora Daliane.

Segundo o delegado titular do 6º DP, Nelson Camargo Rosas, as investigações continuam para identificar o casal que vendeu Café. 

Resposta

O Pão de Açúcar afirmou na ocasião lamentar o furto de Café. Acrescentou que, assim que soube do crime, ofereceu “total apoio” à cliente, realizando buscas na região da loja também. 
 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.