Segurança do metrô leva soco ao abordar suspeito de assédio

Mulher foi atingida no rosto e ficou ensanguentada na estação São Joaquim

Alfredo Henrique

A agente de segurança do Metrô Renata Sandroni, 31 anos, levou um soco no rosto quando abordou um homem que supostamente assediava mulheres, terça-feira à noite, na estação São Joaquim, da linha 1-azul.

A agente do metrô, Renata Sandroni Sandroni, foi agredida após abordar um suspeito de assédio sexual, na estação São Joaquim, da linha 1-azul - Reprodução Facebook

Segundo relatado pela própria segurança em redes sociais, em uma postagem com a sua foto ensanguentada que teve mais de 200 compartilhamentos e viralizou na internet, ela fazia ronda, com outro agente, no horário de saída de estudantes. “Havia dois meses que muitas mulheres reclamavam de um homem que tentava puxá-las pelo braço, falava algumas besteiras, e inclusive algumas disseram que ele as seguia até dentro da estação”, diz trecho de postagem feita pela agente.

Ela diz que viu um homem com características passadas pelas alunas importunadas. Quando a segurança abordou o suspeito, foi ferida com soco no rosto. Pelo fato de ela usar óculos cortou o supercílio. “Estou bem. Levei seis pontos e fiquei com alguns hematomas”, compartilhou.

Segundo o delegado Marcelo Monteiro, da Delpom (Delegacia do Metropolitano), um termo circunstanciado de agressão foi feito contra o homem, que foi liberado.

O Metrô confirmou a agressão. “[A agente] foi levada ao pronto-socorro para receber atendimento e está afastada por licença médica”, diz trecho de nota.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.