Corregedoria investiga ameaças a soldado gay da PM

Pediu namorado em casamento domingo e virou alvo de homofobia

Alfredo Henrique
São Paulo

A Corregedoria da Polícia Militar investiga ameaças sofridas pelo soldado Leandro Barcellos Prior, 28 anos, após ele pedir seu namorado em casamento no domingo (23).

união homoafetiva
Soldado Leandro Prior troca aliança com seu futuro marido - Arquivo Pessoal

Prior registrou uma denúncia de ameaça e homofobia após receber mensagens de um homem, ainda não identificado. O caso foi comunicado à Corregedoria da corporação nesta segunda-feira (24). A Ouvidoria das polícias também acompanha o caso. 

 

As ameaças foram feitas após o pedido de casamento do PM, frente à base onde o soldado trabalha, na Praça Largo Coração de Jesus, região central da capital paulista. 

Segundo as mensagens, um homem ofende e ameaça o policial militar. "Pede baixa seu viadão [...] vou te caçar [ir] atrás [de você] te encontrar e vou te quebrar todo", diz trecho de uma das ameaças enviadas.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.