Descrição de chapéu Zona Leste

Ponte de acesso à Dutra é entregue após 5 meses de reforma em SP

Estrutura estava interditada desde 23 de janeiro, após rompimento de viga de apoio em pilar

William Cardoso

A Prefeitura de São Paulo liberou nesta segunda-feira (17) a circulação pela ponte que dá acesso da marginal Tietê à rodovia Presidente Dutra (zona leste). A estrutura estava interditada desde o dia 23 de janeiro, após ser detectado o rompimento da viga de apoio da estrutura no pilar, junto à margem esquerda.

O trânsito no dia seguinte à interdição da via de acesso à Dutra, na Marginal Tietê - Bruno Santos - 24.jan.19/Folhapress

"Nesta ponte, são 1.800 veículos por faixa, por hora. São inúmeros carros que utilizam essa ponte diariamente. Foram gastos R$ 7 milhões e a gente continua o trabalho de avaliação das pontes de São Paulo", afirmou o prefeito Bruno Covas (PSDB).

"Ao todo, 16 laudos já foram entregues à prefeitura e espero em 30 dias poder disponibilizar esses laudos para toda população. E amanhã sai uma nova licitação para outras 17 pontes e viadutos para que possamos fazer esses laudos. Não está andando na velocidade que gostaríamos porque não temos empresas suficientes que executam esse trabalho", disse.

Segundo Covas, a obra na marginal Tietê foi concluída oito dias antes do prazo previsto. A Siurb (Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras) deu autorização para a reforma em 25 de janeiro.

Segundo a prefeitura, foram substituídos os aparelhos de apoio de dois pilares, injetada resina em fissuras e trincas e removida argamassa da área por onde passam os carros. Os vãos receberam também um reforço com cabos de aço e fibra de carbono.

A administração municipal diz também que toda a ponte recebeu nova pavimentação, pintura da sinalização horizontal e vertical, e sistema de drenagem renovado. O custo foi de R$ 7 milhões, pagos pela prefeitura.

Histórico

Desde o rompimento de um viaduto na marginal Pinheiros (zona oeste), em novembro, as pontes da capital estão na berlinda.

A prefeitura realiza um programa de metas para inspeção em 185 obras de arte especiais, como são chamados pontes, viadutos, passarelas e túneis. Segundo a administração municipal, 73 já foram vistoriadas.

A gestão Covas diz que recebeu 16 de 18 laudos estruturais contratados em caráter de emergência. Os demais serão entregues até 13 de agosto e outros 55 laudos serão contratados.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.