Capital paulista tem recorde de chuva em 24h

Segundo o Inmet, em 24 horas choveu 123,6 mm, o maior volume em 76 anos

Leonardo Zvarick
São Paulo

A cidade de São Paulo registrou recorde histórico de chuvas para o mês de julho nesta sexta-feira, segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Foi o maior volume de água em um intervalo de 24 horas desde que o instituto começou a medição, há 76 anos.

Agente orienta o trânsito próximo à ponte das Bandeiras, na marginal Tietê; rodízio foi suspenso na cidade devido ao trânsito provocado pela chuva - Danilo Verpa/Folhapress

No acumulado, choveu 123,6 mm entre às 9h de quinta-feira (4) e às 9h de sexta (5), conforme registro da estação meteorológica do Mirante de Santana (zona norte). Antes disso, o recorde era de 70,8 mm, verificado em 1976.

Em cinco dias, a pluviosidade de julho já supera em quase três vezes a média para o mês, que é de 43 mm. Segundo o Inmet, a chuva deve parar nos próximos dias.

O grande volume de água provocou pontos de alagamento e interditou trechos da marginal Tietê (liberada somente às 12h30) e de estradas que ligam o interior à capital paulista. O rodízio de carros foi suspenso.

Na Vila Itaim (zona leste), bairro margeado pelo rio Tietê, houve alagamentos em todas as ruas. Segundo moradores, a prefeitura enviou equipamentos de drenagem à região por volta das 20h de quinta-feira.

Ainda assim, todo o bairro estava alagado na noite seguinte. “Essa chuva era algo que todo mundo sabia, mas demoraram demais para agir”, disse o líder comunitário Euclides Mendes.

Baixas temperaturas

A tarde de sexta também foi a mais fria do ano, de acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas). Os termômetros da cidade registraram em média 14,5ºC, 

A expectativa para o fim de semana é de ainda mais frio com a chegada da massa de ar polar. No sábado (6), apesar do retorno do sol, é esperado um novo recorde de frio, com mínima de 6ºC e máxima de 15ºC. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.