Descrição de chapéu Grande SP

Condomínio no ABC passará por inspeção de gás

Família com 4 pessoas morreu asfixiada no último domingo no prédio

Alfredo Henrique
São Paulo

O condomínio em que quatro pessoas da mesma família morreram asfixiadas, no domingo (14) em Santo André (ABC), irá organizar com moradores do prédio inspeções periódicas nos apartamentos que contam com aquecimento de água, feito por sistema de gás.

Segundo o síndico Edson Ferrari, uma reunião foi agendada para esta quarta-feira (17) para que os moradores fiquem cientes da necessidade de evitar tragédias, como a que matou a família Utima. “Vamos fazer um trabalho de manutenção e de inspeção de todas as linhas internas de gás do prédio, de todos os aquecedores, o quanto antes for possível”, afirmou.

Roberto Utima, 46 anos, Kátia Utima, 47, Bárbara Utima, 14, e Enzo Utima, 3, foram encontrados mortos, dois dias após retornarem de uma viagem aos Estados Unidos.

A polícia sustenta que eles morreram após inalar monóxido de carbono, que teria vazado do aquecimento a gás do apartamento. 

Ferrari acrescentou que entre 12 e 15 apartamentos contam com o sistema de aquecimento a gás no local. O prédio, construído em 1998, a princípio só contava com sistema elétrico de aquecimento. “Como o gás é mais em conta, alguns migraram para ele”, disse.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.