Descrição de chapéu Zona Sul

Suspeito de atirar em PMs na Vila Clementino se entrega

Homem é acusado de ferir dois policiais militares na zona sul

Alfredo Henrique
São Paulo

O homem acusado de atirar e ferir dois policiais militares, do segundo andar de um prédio na Vila Clementino (zona sul da capital paulista), se entregou nesta segunda-feira (1) à polícia. Renato Alves, 39 anos, também levou à delegacia a arma usada contra os PMs.

Policiais militares protegem moradores de prédio na rua Estado de Israel, na Vila Clementino (zona sul) - TV Globo/Reprodução

Segundo o delegado Carlos César Rodrigues, titular do 16º DP (Vila Clementino), Alves se entregou por volta do meio-dia, acompanhado do advogado Rafael Pacheco. "A Justiça decretou a prisão temporária dele, de 30 dias, que começam a contar de hoje [segunda]", afirmou Rodrigues. 

O delegado acrescentou que pretende, nos próximos dez dias, concluir o inquérito do caso e pedir a prisão preventiva de Alves. "Em nossa opinião, ele tem uma personalidade deformada, agressiva, sua prisão é imprescindível para a garantia da ordem pública".

O acusado, segundo a polícia, tinha a posse legalizada da pistola 380 usada contra os PMs. O pai dele o ajudou a fugir, segundo a polícia, com Alves escondido no banco traseiro de um carro. 

O caso ocorreu em 24 de junho e teria começado devido a uma briga motivada pela transação de um carro. Os dois policiais baleados passam bem. 

A defesa de Alves pretende entrar com um pedido de liberdade provisória.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.