Descrição de chapéu Zona Sul Zona Leste

Totens de pontos de ônibus estão quebrados em SP

Problema ocorre nas zonas leste e sul e provoca queixas de passageiros

Mariangela de Castro
São Paulo

Pontos de ônibus da zona sul e da região central de São Paulo estão com os totens de publicidade quebrados e sem anúncios. 

Passageiro aguarda a chegada do ônibus em ponto da avenida Alcântara Machado (Radial Leste), com totens publicitários quebrados - Rubens Cavallari/Folhapress

Alguns deles também apresentam defeitos na estrutura, como falta de encosto e cacos de vidro nas extremidades. 

Segundo passageiros que pegam ônibus nestes pontos, eles estão nesta situação há cerca de dois meses.

Na avenida Radial Leste, próximo ao viaduto Bresser, a reportagem encontrou seis pontos de ônibus danificados. Em quatro deles, os totens de publicidade estavam quebrados e a estrutura isolada por fita zebrada. 

Em outro, não havia vidro, anúncio, nem isolamento com fita, mas as lâmpadas internas do totem estavam acesas. Já no último, toda a estrutura de vidro do ponto de ônibus havia sido quebrada e removida.
“Essa situação mostra uma falta de respeito com as pessoas”, afirma o operador de máquinas Luiz Carlos, 29 anos.

A dona de casa Valdirene Ribeiro, 42, diz que sem o encosto de vidro dos pontos, ladrões podem se esconder atrás dos totens de publicidade para abordar os passageiros. “À noite, é muito perigoso. As ruas costumam ser mal iluminadas e a gente não consegue ver se tem alguém atrás.”

Já na avenida Dom Pedro 1º, região do Ipiranga (zona sul), a reportagem contou outros quatro pontos de ônibus com os totens de publicidade quebrados e isolados.

Resposta

A SPObras (Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras), sob a gestão Bruno Covas (PSDB) diz que atos de vandalismo danificaram as estruturas. e que a concessionária vai recompor os totens e abrigos danificados, bem como implantar os novos itinerários.

A concessionária Otima, responsável pelos pontos, também culpa “as recorrentes ações de vandalismo envolvendo, sobretudo, quebra de vidros”. 

“Para minimizar os transtornos, a concessionária atua para reestabelecer a normalidade dos equipamentos com a maior celeridade possível”, afirma.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.