Chinês é preso com armas em boate de encontro de casais no centro de SP

No local, na região da Liberdade, foram encontrados um fuzil, pistolas e revólver

Alfredo Henrique
São Paulo

Um comerciante chinês foi preso acusado de manter um arsenal dentro de sua boate de encontro de casais, na noite desta segunda-feira (28), na Liberdade (região central da capital paulista). O flagrante ocorreu quando a Polícia Militar foi atender um chamado de uma suposta tentativa de suicídio no local, que estava sem clientes. 

Segundo a polícia, quando a PM chegou à boate constatou que o chamado de suicídio não era verdadeiro. Em seguida, policiais entraram no estabelecimento e começaram a revistá-lo.  

arsenal chinês
Polícia Militar encontrou arsenal em boate de encontro de casais, na noite desta segunda-feira (28) na Liberdade (região central da capital paulista). - Divulgação/PM

Durante as buscas, policiais encontraram um revólver calibre 45, com cano de oito polegadas, um fuzil calibre 22 com mira telescópica, três pistolas, sendo duas delas com a numeração raspada, além de centenas de munições, cerca de R$ 1.000 e mais uma pequena quantidade de Guarani paraguaio, segundo a polícia. 

Além do comerciante, no local estavam sua mulher e mais dois seguranças, dos quais um afirmou que o revólver calibre 45 era dele, que teria apresentado a documentação da arma à polícia. 

A procedência das outras armas não foi comprovada pelo comerciante chinês, que foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e permitido.

O caso foi registrado no 8º DP (Brás), onde entre janeiro e setembro deste ano foram registradas seis ocorrências de porte ilegal de arma de fogo, dois casos a mais em relação aos quatro registrados no mesmo período do ano passado, segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB).

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.