Três morrem em assalto a posto de combustível em Itaquaquecetuba

Vítimas voltavam de moto de Aparecida e pararam no posto para abastecer

Renato Fontes
São Paulo

Uma enfermeira de 35 anos e dois suspeitos morreram em um assalto a um posto de combustíveis neste sábado (12), em Itaquaquecetuba (Grande São Paulo). O alvo dos ladrões eram dois guardas-civis municipais de Itapecerica da Serra (Grande São Paulo), que voltavam de Aparecida (180 km de SP). Dois jovens, de 20 e 21, foram presos em flagrante por participação no latrocínio.

Posto de combustível na rodovia Ayrton Senna, em Itaquaquecetuba (Grande São Paulo), onde uma mulher morreu em um assalto neste sábado (12) - Reprodução/TV Globo

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, os ladrões anunciaram o assalto quando os dois guardas-civis pararam para abastecer suas motos em um posto combustíveis às margens da rodovia Ayrton Senna, sentido São Paulo, por volta das 16h. Eles estavam com suas companheiras e voltavam de Aparecida, onde tinham ido celebrar o feriado de Nossa Senhora. 

Ainda segundo a secretaria de segurança, os guardas-civis já haviam entregado uma das motos quando um dos assaltantes disparou. Houve troca de tiros, e a namorada de um dos guardas-civis, uma enfermeira de 35 anos, foi baleada e não resistiu.

Outros dois suspeitos também foram baleados e morreram no local, um deles tinha 33 anos e o outro não foi identificado até a publicação desta reportagem. A Polícia Militar foi acionada e prendeu dois suspeitos em flagrante.

Na delegacia, os dois jovens presos foram identificados por testemunhas e pelos guardas-civis. Ambos foram encaminhados à carceragem do 1°DP de Mogi das Cruzes (Grande São Paulo). O caso foi registrado como roubo seguido de morte na Delegacia de Itaquaquecetuba. Os veículos envolvidos foram apreendidos e encaminhados para perícia.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.