Descrição de chapéu Zona Sul

Ladrões matam engenheira em tentativa de assalto na zona sul de SP

Vítima tentou impedir que criminosos levassem sua moto

São Paulo

Uma mulher de 26 anos foi assassinada durante uma tentativa de assalto ocorrida no fim deste sábado (21), na Saúde (zona sul). Segundo a polícia, a dupla responsável pelo ataque conseguiu fugir e, até a publicação desta reportagem, não foi encontrada.

Mirella Martins, 26 anos, que foi assassinada durante tentativa de assalto na Saúde (zona sul de SP) - Reprodução

O crime aconteceu na rua Dom Pero Sardinha, no Jardim Colina, pouco antes da meia-noite de sábado para domingo (22). A vítima é Mirella Martins, que estava acompanhada de uma outra mulher, de 25 anos, quando foi abordada por dois homens armados ao sair de uma festa.

Segundo a testemunha, os bandidos tentaram roubar a moto Dafra Citycom preta de Mirella, que reagiu ao assalto. 

Os ladrões então atiraram e atingiram o tórax de Mirella. A testemunha teve um dos dedos indicadores ferido por outro tiro disparado pela dupla de criminosos.

Quando policiais militares chegaram ao local do assalto, Mirella estava caída. Uma unidade de resgate foi chamada para prestar socorro e levou a vítima, ainda com vida, ao Hospital São Paulo, onde morreu.

Imagens de uma câmera de segurança mostram os bandidos deixando o local após o crime. Eles estavam de capacete em uma outra moto, o que dificulta a identificação da dupla.

Câmera de segurança flagra a fuga de suspeitos após a morte da engenheira civil Mirella Martins, 26 anos - Reprodução

Segundo o boletim de ocorrência, os bandidos não conseguiram levar a moto. O caso foi registrado pelo delegado Augusto César Pedroso Bicego como latrocínio (roubo com morte) no 16º DP (Vila Clementino).

Entre janeiro e novembro, a capital registrou 49 casos de latrocínio e o estado, 166, segundo a Secretaria Estadual da Segurança Pública, sob a gestão do governador João Doria (PSDB).

Despedida

Em uma rede social, a madrasta de Mirella, Roberta Martins, deixou uma mensagem de despedida. “Miroca, minha filhota postiça, sua boadrasta lhe carregará eternamente em meu coração, deixará saudades eternas, amamos você”, escreveu.

Segundo seu perfil em uma rede social, a engenheira cursou a Universidade Anhembi-Morumbi e trabalhou ao longo da carreira em empresas como Odebrecht e LAR Construtora.

O corpo da engenheira civil foi enterrado na manhã desta segunda (23), no Cemitério Parque dos Ipês, em Itapecerica da Serra (Grande SP).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.