Descrição de chapéu interior de são paulo

Policial suspeito de esfaquear grávida em churrasco no interior de SP é preso

Caso ocorreu na noite deste domingo em Itupeva; mulher foi internada

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um policial civil foi preso nesta segunda-feira (15), suspeito de ter dado sete facadas em uma mulher, de 34 anos, que está grávida de nove semanas. Segundo a polícia, o crime ocorreu por voltas das 22h30 deste domingo (14), durante um churrasco, em Itupeva (73 km de SP).

De acordo com boletim de ocorrência, a vítima relatou que o policial trabalha na zona leste da cidade de São Paulo. Ele não havia sido encontrado até a conclusão desta reportagem.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública, disse que suspeito foi localizado no Hospital do Servidor Estadual, na capital. "Ele foi conduzido ao Plantão da Corregedoria da Polícia Civil e autuado em flagrante", afirmou trecho do texto.

O advogado de defesa Eliseu Camargo disse na noite desta segunda que policial não se lembra do que aconteceu e que estava sob efeito de medicamentos no hospital. Ele vai pedir a internação do agente da polícia.

Segundo o boletim de ocorrência, guardas municipais da cidade foram chamados ao Hospital de Itupeva, onde havia uma mulher ferida por arma branca. No local, os GMs disseram ter conversado com a vítima, que é moradora na zona leste da capital paulista, enquanto ela recebia atendimento na sala de emergência.

Viatura da Polícia Civil de São Paulo; agente é suspeito de ter dado sete facadas em grávida durante churrasco em Itupeva, no interior de São Paulo - Rubens Cavallari - 31.mar.20/Folhapress

Conforme os guardas, a vítima afirmou que estava um churrasco quando o policial teria manifestado comportamento agressivo e desferiu várias facadas contra ela. Segundo o boletim de ocorrência, a mulher foi atingida na barriga, nos braços e a faca ficou alojada em suas costas. Ela afirmou que manteve um relacionamento com o policial e que recentemente se separaram.

A mulher foi transferida consciente para o Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí (58 km de SP), de acordo com a polícia. O estado de saúde da vítima, que continua invernada na tarde desta segunda (15), não foi informado.

De acordo com a pasta, nos sete primeiros meses deste ano foram 2.445 tentativas de homicídio no estado de São Paulo. O número é 3,6% maior que no mesmo período do ano passado, quando a polícia registrou 2.358 casos.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.