Dudu chia após pênalti cancelado no Morumbi

Luís André Rosa
São Paulo

O camisa 7 palmeirense reclamou da decisão do juiz Vinicius Furlan de consultar o árbitro de vídeo logo após dar o pênalti. O juiz voltou atrás na falta que o lateral Reinaldo fez no atacante rival dentro da área. 

“O Reinaldo me puxou por cima. Não era lance duvidoso ali para ter chamado o VAR. O VAR é só em lance duvidoso”, reclamou Dudu.

O árbitro Vinícius Furlan aponta a marca da cal ao marcar pênalti de Reinaldo em Dudu, no jogo de ida da semifinal do Paulista entre Palmeiras e São Paulo, no Morumbi
O árbitro Vinícius Furlan marca o pênalti de Reinaldo em Dudu, no jogo de ida da semifinal do Paulista, no Morumbi; depois ele voltou atrás - Ag. Palmeiras/Divulgação

O técnico Luiz Felipe Scolari foi mais incisivo. "Eu já disse que não tem o que falar. Todos estão vendo que quem manda no jogo é quem está na cabine. Se assobiar na cabine, o cara faz. O árbitro não manda mais nada. Não toma decisão nenhuma. Ele está esperando que o lá de cima fale alguma coisa. Ele não tem mais autoridade nenhuma, zero. Não é por conta do jogo de hoje, está sendo assim em todo lugar. Ou coloca o VAR realmente para funcionar de acordo que o árbitro tenha capacidade de decidir, ou ele vai decidir pelos outros, pela televisão. Se a gente decidir pela televisão, muitas vezes eu posso mexer um pouquinho para lá ou para cá. Entenderam, ok?", esbravejou Felipão.

O lateral esquerdo Reinaldo discordou dos rivais.

“O atacante sempre vai falar isso [que sofreu puxão]. Eu creio que foi braço com braço e acho que o juiz acertou”, analisou Reinaldo.

Segundo a Federação Pau­lista, nesse lance, o VAR deve ser acionado em caso “de pênalti mal marcado, lance dentro ou fora da área, in­fração do time na construção da ação do pênalti e bola fo­ra antes do incidente".

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.