Timão pega o Ceará para confirmar a vaga

Embalado e com vantagem da ida, clube pode até perder em casa

Luís Marcelo Castro

Depois de sofrer em outros mata-matas nesta temporada, o Corinthians, enfim, recebe o Ceará com uma tranquilidade pouco apreciada por Fábio Carille até aqui.

O triunfo por 3 a 1 no duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, em Fortaleza (CE), deixou o alvinegro de São Paulo em ótimas condições.

Clayson brinca durante treino do Corinthians; destaque na vitória sobre o Santos, pelo Paulista, o atacante acredita que o Timão manterá o embalo diante do Ceará, em Itaquera, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil
Destaque do Corinthians na vitória sobre o Santos, pelo Paulista, o atacante Clayson acredita que o Timão manterá o embalo diante do Ceará, em Itaquera, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil - Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians/Divulgação

No confronto de volta, nesta quarta-feira (3), às 21h30, em Itaquera, o time do Parque São Jorge pode vencer, empatar ou até perder por um gol de diferença que, ainda assim, avança à etapa seguinte. Uma derrota por dois tentos de diferença para os visitantes, o que só ocorreu quatro vezes na casa corintiana, leva a decisão para os pênaltis. Portanto, só uma improvável goleada por três ou mais gols tira o Timão do mata-mata nacional no tempo regulamentar.

Desde que passou a atuar na Arena Corinthians, em 2014, foram 167 partidas e apenas uma derrota por três gols de diferença: levou 3 a 0 do Flamengo, em 5 de outubro do ano passado, pelo Campeonato Brasileiro.

Na época, porém, o Timão estava mais perto da zona de rebaixamento do que da Libertadores no Nacional. Agora, o momento é muito melhor. O time de Fábio Carille carrega uma sequência invicta de 13 partidas —a última derrota ocorreu há quase dois meses, em 10 de fevereiro, para o Novorizontino.

“A gente vem em uma evolução muito grande. O clássico [com o Santos] nos deu grande confiança. É importante para manter [a invencibilidade]. Temos muito a evoluir, mas não devemos nada a ninguém e vamos fazer o nosso trabalho”, afirmou o atacante Clayson, destaque na vitória sobre o Peixe no clássico do último domingo (31), pelas semifinais do Paulista. “Sabemos que construímos a vantagem [no Ceará] e faremos outro bom jogo A gente se cobra para entrar focado [contra times menores]”, completou, referindo-se ao confronto da Copa do Brasil.

Além disso, o retrospecto contra o Vozão cearense mostra poucos percalços. Em Itaquera, o Timão tem três vitórias, quatro empates e ainda não perdeu para o adversário desta noite. Na história, são dez triunfos, oito empates e só duas derrotas.

A única mudança na equipe em relação ao clássico é a entrada do zagueiro Marllon no lugar de Manoel, que machucou o ombro esquerdo. Assim, Fábio Carille relacionou pela primeira vez o jovem uruguaio Bruno Méndez, 19 anos, que ficará no banco e poderá fazer sua estreia.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.