Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Futebol não tem receita nem é decidido por estatísticas!

Vitor Guedes
São Paulo

Que maravilha, a girar... Alô, povão, agora é fé! Em meio à 2ª rodada do interminável Brasileiro de pontozzz corridozzz, Barcelona 3 x 0 Liverpool e Tottenham 0 x 1 Ajax foram duas aulas díspares de futebol, reiterando o óbvio ululante: futebol não tem receita, vence-se e perde-se de 818 formas diferentes.

Messi corre para comemorar o seu primeiro gol sobre o Liverpool na partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões
Messi corre para comemorar o seu primeiro gol sobre o Liverpool na partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões - Lluis Gene - 1º.mai.19/AFP

Ajax e Barcelona são bem diferentes. E ambos estão de parabéns. O Ajax é o triunfo da ideia coletiva, do futebol em equipe, da ideia de manter a bola e chegar à meta adversária através da troca de passes, um futebol sem grandes destaques individuais, baseado no conjunto, na coragem e na repetição.

O Liverpool, que, individualmente, é muito mais forte do que o Ajax, também é um time como um todo, jogou muito no Camp Nou, teve oportunidades, deixou o Barcelona desconfortável várias vezes no jogo... E tomou 3 a 0 no lombo e está virtualmente eliminado. Isso porque o Barcelona tem um gênio!

Não há tática, técnica, coletivo, conjunto, acaso, sorte... O que decidiu o jogo foi o talento de Lionel Messi, que com os gols 599 e 600 pela camisa do Barça, o segundo e o terceiro contra o Liverpool, liquidou o confronto. E o Ajax, que, no coletivo, superou as individualidades do Real Madrid e da Juventus de Cristiano Ronaldo, se confirmar a classificação na volta, em casa, contra o Tottenham, sabe que será bem mais difícil parar Messi na decisão, em jogo único, em Madri.

Tudo isso rolando e teve “jênio” com J maiúsculo que bateu palma quando Neymar trocou o Barça pelo PSG... Então, tá!

Alfred Hitchcock: “Existe algo mais importante que a lógica: a imaginação. Se a ideia é boa, jogue a lógica pela janela”.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!
 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.