Descrição de chapéu Opinião

Luís Marcelo Castro: Reis de Copas

Quantas vezes, amigo leitor, o senhor já não ouviu que a imprevisibilidade é o que dá a graça ao futebol? Seja um drible desconcertante, um gol contra imperdoável, uma zebra de deixar de queixo caído ou até mesmo uma virada no último minuto. Assim, não há como negar que o sistema eliminatório dá um banho nos pontos corridos.

Jogadores do Santo André comemoram a conquista da Série A-2
Jogadores do Santo André comemoram a conquista da Série A-2 - Reprodução/Facebook

Ontem, o Santo André derrotou a Inter de Limeira, faturou seu quinto caneco da Série A-2 e igualou o recorde do XV de Piracicaba. Na fase de grupos, o Ramalhão havia se classificado na bacia das almas, em sexto, enquanto os vice-campeões avançaram em sétimo —o penúltimo entre os quadrifinalistas. Como saber lidar com a pressão dos mata-matas faz parte do jogo, ambos vão para a elite estadual.

Já na Série A-2, Monte Azul e Audax ascenderam ao segundo andar do Paulista e disputarão o título neste domingo. Os dois também só avançaram na rabeira da tabela, respectivamente, em sétimo e oitavo.
Mesmo na Série A-1, o campeão Corinthians (quarto colocado) e o vice São Paulo (nono) renderiam bons prêmios nas bolsas de apostas ao término da primeira fase.

Enquanto isso, os campeonatos nacionais se mostram pouco competitivos. No Brasil, já há quem tema o domínio dos ricos Palmeiras e Flamengo nos próximos anos. Na Itália, a Juventus reina sem rivais há oito anos. Na Alemanha, dificilmente o Bayern de Munique tem o hepta encaminhado. Na Espanha, nos últimos 15 anos, só o Atlético de Madrid, em 2014, conseguiu encerrar a hegemonia de Barcelona e Real Madrid. Soberano, o PSG faturou 6 dos 7 últimos Franceses. A última vez que o troféu do Português fugiu da dupla Porto e Benfica foi em 2002.

Se não fosse o mata-mata, provavelmente não tomaríamos conhecimento dos devastadores garotos do Ajax, que já deixaram Real Madrid e Juventus para trás na Liga dos Campeões e estão perto da final. Tampouco veríamos o pequeno Rennes tirar o sorriso de Buffon, Neymar, Mbappé e outros astros do PSG. Ou ainda ingleses como Portsmouth e Wigan vencerem a mais antiga competição do mundo, a Copa da Inglaterra. Na Velha Bota, nada de Juve: Atalanta e Lazio disputarão a Copa da Itália.

As Copas são a essência do futebol e seus vencedores, tão importantes quanto os dos pontos corridos.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.