Palmeiras derrota o Inter e abre vantagem na Copa do Brasil

Verdão leva a vaga às semifinais com empate na próxima quarta-feira

Luís André Rosa

O Palmeiras venceu por 1 a 0 o Internacional, mas poderia jogar na próxima quarta-feira (17), no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), com uma vantagem maior, na decisão da vaga para as semifinais da Copa do Brasil.

No próximo confronto, o Verdão precisa de um empate com qualquer resultado. O Colorado necessita da vitória por, no mínimo, dois gols de diferença. Se o mandante der o troco por um tento de diferença, o classificado sairá na disputa de penalidades.

O meia-atacante Zé Rafael comemora o seu gol
O meia-atacante Zé Rafael comemora cheio de amor para dar o seu gol na vitória sobre o Internacional, nesta quarta-feira, na partida de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil. - Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

O gostinho de que poderia ter sido mais ocorreu porque, na segunda etapa, o Colorado ficou com a defesa escancara, mas os palmeirenses não souberam aproveitar. No lance mais impressionante, aos 25 minutos, o Verdão arrancou com três homens contra um. O problema foi que Deyverson deu um lançamento bisonho e a bola foi para nos pés do goleiro Marcelo Lomba.

Além do desespero dos 36 mil de torcedores palmeirenses, o meia Lucas Lima, que era um dos três que estavam no lance, substituído na sequência, e saiu esbravejando com o colega.

O triunfo do Alviverde foi construído seguindo um roteiro que tem sido a marca da equipe ao longo desta temporada, principalmente nos duelos no Allianz Parque. Foi a 11ª apresentação em seu estádio sem ser vazado. Na soma de todas partidas em casa, os palmeirenses completaram 15 jogos e foram apenas três gols sofridos. São 12 vitórias, dois empates e uma derrota.

Isso é mérito de uma equipe organizada, que não faz questão de ficar mais tempo com o domínio das ações do que o oponente.

Só que nesta partida de ida, o Verdão mostrou estar mais à vontade depois de quase um mês sem uma partida oficial. Com agressividade na marcação, saídas rápidas e troca de passes, a equipe deu muito trabalho ao visitante, que não conseguiu fazer o goleiro Weverton mostrar serviço.

No que mais sabe fazer, o Palmeiras construiu a jogada do gol. Após rebote na cobrança de escanteio, Bruno Henrique da ponta direita fez um cruzamento certeiro para o primeiro pau, O meia Zé Rafael aproveitou o descuido dos marcadores e anotou de cabeça.

Dali para a frente, a proteção da retaguarda foi impecável. O único problema foram os inúmeros erros nos contragolpes.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.