Garotos dão vitória ao São Paulo sobre o CSA

Time tricolor fechou Campeonato Brasileiro triunfando

São Paulo | UOL

O São Paulo encerrou sua participação no Campeonato Brasileiro com uma vitória especial sobre o CSA, por 2 a 1, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). Escalado com um time bastante jovem e quase todo formado por jogadores egressos das categorias de base do clube, o Tricolor abriu dois gols de vantagem com Toró e Igor Vinícius, mas viu Helinho ser expulso e precisou se segurar no segundo tempo para manter o resultado.

Ainda no fim da primeira etapa, Jarro Pedroso havia diminuído para os donos da casa. Com o triunfo fora de casa, o São Paulo chegou aos 63 pontos, terminando o Brasileirão na sexta colocação e classificado à fase de grupos da Libertadores do ano que vem. Já o CSA, com 32 pontos, acabou em antepenúltimo, rebaixado à Série B.

O técnico Fernando Diniz gostou do desempenho dos garotos - Amanda Perobelli - 13.out.19/Reuters

Toró abriu o placar para o São Paulo após receber belo passe de Gabriel Sara aos 10min, e Igor Vinícius aproveitou rebote na área para fazer 2 a 0 aos 13min. O CSA diminuiu aos 43min, com Jarro Pedroso chutando de primeira após cabeçada de Ricardo Bueno na trave.

Logo aos 2min do segundo tempo, Helinho parou um contra-ataque do CSA com falta, recebeu seu segundo cartão amarelo e acabou expulso. Depois de um primeiro tempo com bons momentos individuais, o jogador acabou prejudicando a equipe ao cometer essa infração desnecessária. O time alagoano passou a dominar as ações, mas não conseguiu criar chances claras para empatar.

Dos 11 titulares escalados por Fernando Diniz, apenas os dois laterais, os também jovens Igor Vinícius e Léo, não foram formados na base do São Paulo. Todo o restante da equipe foi composto pela garotada de Cotia, que mostrou empenho e bom entrosamento em vários momentos da partida, envolvendo o CSA. O primeiro gol, em especial, nasceu de uma bela troca de passes que terminou em finalização certeira de Toró.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.