Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Vice-líder São Paulo afunda o desafinado rock corintiano!

Deméritos alvinegros pela derrota são indiscutíveis

São Paulo

Chega como eu cheguei, pisa como eu pisei, no chão que me consagrou... Alô, povão, agora é fé! O são-paulino mais exigente pode dizer que, tirando o gol de Hernanes, no início, em falha de Cássio, e o tento de Brenner, nos acréscimos, em falha de Sidcley, o São Paulo pouco fez para bater o Corinthians por 2 a 1 e assumir a vice-liderança do CovidãoBR-2020.

É (meia) verdade. Mas, como futebol é um jogo de dois times, os deméritos corintianos pela derrota são indiscutíveis e, pois, o São Paulo está de parabéns!

Tiago Rock’n’Roll Nunes escalou muito mal, mexeu pior e mereceu a derrota. Esperar o que de quem insiste com Sidcley? Aliás, a escalação do lateral esquerdo, que é muito pior que Piton, foi um dos muitos erros do treineiro na vexatória eliminação para o Guaraní-PAR. É para isso que os fronhas pós-modernos defendem a continuidade? Para o técnico ter mais tempo para fazer bobagem?

30/08/2020 - São Paulo 2 x 1 Corinthians - Morumbi. Brenner cabeceia para marcar o segundo gol do SPFC. Foto: Rubens Chiri/Divulgação SPFC
Brenner cabeceia diante da "marcação" de Sidcley - Rubens Chiri/São Paulo FC

Voltemos ao Majestoso: Sidcley, o responsável principal pelos gols de Coritiba e Fortaleza nos últimos jogos, deixou o talismã tricolor Brenner à vontade para balançar a rede!

É claro que o lateral não foi o único culpado. O Corinthians não teve nada das falsas promessas ofensivas do fraquíssimo metaleiro Nunes. E, em troca, perdeu a consistência defensiva vitoriosa das eras Mano, Tite, Carille... Que troca!

Cobrado, inclusive antes do Majestoso, pela torcida, Fernando Diniz tem o mérito de abrir mão do dinizismo e de sua posse de bola inútil. E, a exemplo do que aconteceu contra Fortaleza, Sport e Athletico-PR, venceu o Corinthians. Um gol de bola parada de Hernanes, um chuveirinho aproveitando a debilidade do sistema defensivo rival e mais três pontos para a conta!

Teve erros também, claro. Um time em que tanto o beque quanto o lateral esquerdo são improvisações oferece um corredor. Se Tiago Nunes fosse um técnico à altura do cargo, teria colocado um atacante por ali. Se Ramiro, com a colaboração de Volpi, foi à rede, imagine se o Timão fosse bem escalado...

*

Guimarães Rosa: “Viver é um rasgar-se e remendar-se”.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL! É tudo nosso! É nóis na banca! E no agora.com.br!

*

O cara da rodada

BRENNER — O talismã tricolor entrou em campo quando o 1 a 1 parecia definitivo, aproveitou o fato de que era “marcado” por Sidcley, fez o seu 7° gol na carreira (o 3° contra o Timão), nos acréscimos, e definiu o Majestoso para o São Paulo. Baita estrela do carrasco alvinegro!

*

Orelhudo

Não bastassem o trabalho péssimo, a escalação bizarra e as substituições esdrúxulas, o treineiro e dublê de roqueiro Tiago Nunes espancou os fatos e, sem ficar vermelho, teve a pachorra de soltar a seguinte pérola na entrevista pós-derrota para o São Paulo: “No meu ponto de vista, jogamos um bom futebol, tivemos uma atuação consistente”. Se ele não tem capacidade para treinar o Corinthians, está ainda mais claro que é um péssimo comentarista!

Pega!!

Não faltaram frangos na rodada! O palmeirense Weverton ofereceu o empate ao Bahia, Volpi e Cássio falharam feio na vitória tricolor no Majestoso, mas muito pior que os goleiros foi o lixo do apito com o “auxílio” da eletrônica. Um dia depois de Gatito Fernández chutar a cabine do VAR no Engenhão, o circo eletrônico voltou a roubar as atenções na Vila Belmiro e minou o Santos na derrota contra o Flamengo. O VAR é um lixo!

*

"Varmos", Flamengo!

O Flamengo, que precisou da interferência do VAR para ir buscar empates contra Grêmio e Botafogo, voltou a depender do lixo eletrônico para superar o Santos em jogo que teve o seu ritmo assassinado pelo apito! Foram dez minutos de paralisação para anular os dois gols santistas! E o segundo tento foi anulado de forma muitíssimo discutível! O São Paulo, que, diferentemente do líder InterVARcional, ganhou do arqui-inimigo Corinthians na bola, sem qualquer ajuda do apito, vai precisar jogar mais para se manter na luta pelo título. Ganhar do Timão é legal, mas o rival já foi superado na tabela até pelo ex-lanterna Coritiba!

Campinho do Vitão - Seleça - 31/08/2020
Arte Agora
Campinho do Vitão - Selelama - 31/08/2020
Arte Agora
Vitor Guedes
Vitor Guedes

43 anos, é ZL, jornalista formado e pós-graduado pela Universidade Metodista de São Paulo, comentarista esportivo, equilibrado e pai do Basílio

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.