Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Desrespeito reiterado à data Fifa piora o que já é armagedônico!

E é covarde o silêncio dos clubes, cúmplices e subservientes

São Paulo

Vou colecionar mais um soneto, outro retrato em branco e preto a maltratar meu coração... Alô, povão, agora é fé! Remendado, o Santos visita o Corinthians, que, se estivesse completo, seria um time desfalcado!

Ruindade e problemas financeiros e médicos das equipes à parte, repito aqui o que digo há 818 anos: é um absurdo total ter jogo de clube em data Fifa e é covarde o silêncio dos clubes, cúmplices e subservientes.

Fagner é um dos líderes do Corinthians, que encara o Santos nesta quarta (7), na Neo Química Arena, em plena data Fifa
Fagner é um dos líderes do Corinthians, que encara o Santos nesta quarta (7), na Neo Química Arena, em plena data Fifa - Rodrigo Coca - 4.set.20/Agência Corinthians/Divulgação

O argumento da CBF que não se respeita data Fifa porque vivemos uma pandemia é ridículo, afinal o coronavírus é um problema mundial e o PSG não joga sem Neymar, a Juventus não joga sem Danilo, o Liverpool não joga sem Firmino, o Barcelona não joga sem Messi, o Atlético de Madrid não joga sem Suárez... Por que o Corinthians pode jogar sem Otero e Cantillo? Por que o Santos joga sem Soteldo?

Rodízio à parte, Domènec Torrent não pode escalar Everton Ribeiro, Rodrigo Caio, Arrascaeta e Isla contra o Sport. Só não dá para dizer que há um prejuízo ao Flamengo na luta pelo título nacional porque os concorrentes diretos na briga pelo caneco do CovidãoBR também serão enfraquecidos pela data Fifa.

Atlético-MG (Junior Alonso, Savarino e Alan Franco) e Palmeiras (Gabriel Menino, Weverton, Viña e Gustavo Gómez) também são prejudicados!

À vera, brindando o óbvio ululante, a constatação é a de que a CBF é um lixo que joga contra o campeonato que ela própria "organiza". E o problema é insolúvel porque cada clube (diretoria e torcida) calcula o seu prejuízo pontual, que varia de convocação em convocação, e não se une para, juntos, acabarem com essa palhaçada! Às vezes, quando o adversário é atrapalhado, há até uma (mais ou menos velada) comemoração.

O maior prejudicado é o futebol brasileiro. Se, com todos à disposição, já tem cada pelada mequetrefe, imagine sem os atletas brasileiros e estrangeiros com algum nível internacional...

*

Rousseau: "Quanto mais do mundo vi, menos pude moldar-me à sua maneira".

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca! E no agora.com.br!

*

CovidãoBR
O São Paulo vai golear na posse de bola o Atlético-GO de Mancini, treinador que, como interino, teve um trabalho muito melhor do que Diniz. Palpites do CovidãoBR de VARtebol: Tricolor 1 x 1 Dragão, Timão 0 x 0 Peixe, Flamengo 1 x 0 Sport, Grêmio 2 x 0 Coxa, Bahia 1 x 0 Vasco, Goiás 0 x 1 Flu, Botafogo 0 x 1 Palmeiras e Fortaleza 1 x 2 Galo.

Carol Solberg
A Associação Brasileira de Imprensa e o Movimento Nacional de Direitos Humanos entraram com pedidos de intervenção, e o circense STJD adiou (sem marcar nova data) o absurdo julgamento de Carol Solberg, atleta de vôlei de praia que exerceu o seu direito de gritar "fora, Bolsonaro". Censura nunca mais! Força, Carol!

Vitor Guedes
Vitor Guedes

43 anos, é ZL, jornalista formado e pós-graduado pela Universidade Metodista de São Paulo, comentarista esportivo, equilibrado e pai do Basílio

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.