São Paulo vence o Ituano e chega à sétima vitória consecutiva

Equipe de Hernán Cespo está garantida nas quartas do Paulistão

São Paulo

O São Paulo está sem freio. Neste domingo (25) o time do Morumbi visitou o Ituano, em Itu, no estádio Novelli Júnior, e venceu por 3 a 0 sem dificuldade. Com isso, os comandados de Hernán Crespo chegaram a sua sétima vitória consecutiva na temporada contando todos os torneios.

Aos poucos o técnico argentino vai fazendo história. Isso porque a última vez que o clube conquistou sete vitórias seguidas foi em 2012. Na ocasião, o time chegou a 11 triunfos consecutivos.

O zagueiro Rodrigo Freitas (ao centro) comemora o seu gol com os companheiros, o primeiro do São Paulo sobre o Ituano
O zagueiro Rodrigo Freitas (ao centro) comemora o seu gol com os companheiros, o primeiro do São Paulo sobre o Ituano - Saopaulofc.net/Divulgação

No ano passado, sob o comando de Fernando Diniz, os são-paulinos conquistaram seis vitórias seguidas. O clube, aliás, chegou a ficar 12 partidas sem perder. A série contou com dez vitórias e dois empates.

Com o placar, os tricolores têm a melhor campanha do Paulistão com 25 pontos, se mantêm na liderança do Grupo B e garantem vaga nas quartas. O Ituano, por sua vez, é o lanterna do Grupo C, com sete pontos.

O triunfo são-paulino começou a ser construído logo aos 6min da etapa inicial, Galeano foi derrubado na área por Suéliton. Pênalti. O zagueiro Rodrigo Freitas cobrou e anotou seu primeiro tento como profissional.

Aos 22min, os são-paulinos chegaram ao segundo gol, com Igor Vinícius após cruzamento de Welington.

No segundo tempo, os mandantes perderam Jeferson, aos 12min, expulso direto após recomendação do VAR (árbitro de vídeo) por dar um pisão em Léo.

Sem dó, o São Paulo ampliou, aos 28min, com Galeano, que já havia tido um gol anulado alguns minutos antes. Depois, o Ituano ainda perdeu, aos 31min, o segundo jogador por expulsão direta: Gabriel Taliari entrou duro em Diego Costa. Com ampla vantagem, o São Paulo permaneceu em busca do quarto gol, que não veio.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.