Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Cobrança de serviços não solicitados preocupada leitora do Agora

Cliente diz que conta de telefone fica mais cara todo mês; veja outras reclamações

 

A cobrança de serviços que não foram solicitados está preocupando a aposentada Elizabete Matiazi Colombo Fernandes, 52 anos, do Jardim Colorado (zona leste). “A Vivo inclui na conta R$ 30 de ‘serviços digitais’, R$ 11,71 de ‘franquia local ilimitada fixo para fixo’ e outra cobrança de R$ 10,55 de fixo para móvel”, relata.

Cliente reclama de cobrança
Cliente reclama de cobrança - Marcelo Casal Jr/Folhapress

A aposentada conta que já ligou três vezes para a Vivo e nenhum atendente resolveu o problema. “Jogam a ligação para diversos setores. Não acho justo pagar por serviços que não uso e nem contratei. Tenho consciência da assinatura que pago.” 

Valor está certo, diz operadora

A Vivo informa que não foram encontradas irregularidades na cobrança da cliente. A empresa diz que entrou em contato com Elizabete Matiazi Colombo Fernandes para prestar os esclarecimentos necessários e que ela está ciente das tratativas realizadas. “Uma funcionária bastante grosseira entrou em contato comigo e disse que não pode fazer nada. Já estou pesquisando os preços de outras operadoras para providenciar a troca”, afirmou.

Veja outras reclamações 

Ultrafarma

A confeiteira Rosana Cristina Feitosa de Sá, 36 anos, do Capão Redondo (zona sul), conta que, no dia 13 de março, comprou medicamentos no site da Ultrafarma, mas reclama da demora para recebê-los. Segundo a leitora, aparece no site que o pedido foi postado. “Mas ainda não os recebi. Preciso dos remédios para meu filho.”

Resposta

A Ultrafarma informa que o pedido em questão foi realizado em 13 de março e compensado no dia 18 do mesmo mês com prazo de dois a quatro dias úteis para a entrega. A empresa diz que a encomenda foi postada em 18 de março e entregue no dia 28.

Saúde

A dona de casa Ana Lúcia Catto, 58 anos, de Diadema (Grande SP), diz que está há três meses sem conseguir pegar os medicamentos cloridrato de sevelâmer e alfaepoetina no Hospital Estadual Mário Covas. “Ninguém sabe quando vão chegar. Os remédios são muito caros e quem ganha o salário mínimo não consegue comprar”, afirma a leitora à reportagem.

Resposta

A Secretaria de Estado da Saúde diz que esses medicamentos são adquiridos e distribuídos pelo Ministério da Saúde, que afirmou que a alfaepoetina 4.000 UI, será entregue até o dia 12. Já a distribuição do sevelâmer está prevista para a segunda quinzena de abril.

Defesa Civil

A aposentada Denise Aparecida, 68 anos, do Jabaquara (zona sul), afirma que, após a chuva do dia 11 de março, que a calçada seu vizinho está danificada e há uma vazando que está infiltrando na casa dela. estão comprometidos porque o muro do seu vizinho está danificado. “Já comuniquei a Defesa Civil, mas continuo sem resposta”, afirma a leitora. 

Resposta

A Subprefeitura Jabaquara informa que o fiscal esteve no local e aplicou a multa de R$ 912,30. A pasta diz ainda que, após 60 dias, o fiscal retornará e se estiver em mau estado de conservação, o proprietário será multado novamente.

Cetelem

O aposentado Américo Oliveira Moniz, 77, de São Bernardo do Campo (ABC), conta que foi surpreendido com um depósito de R$ 10 mil em sua conta-corrente de um empréstimo não solicitado da Cetelem. “Descobriram minha senha e estão depositando dinheiro na minha conta sem a minha autorização. Não consegui falar com ninguém para devolver.”

Resposta

O Banco Cetelem informa, por meio de sua assessoria de imprensa, que realizou contato, por telefone, com o consumidor e que foram prestados os devidos esclarecimentos. “Resolvi ficar com o empréstimo após negociar com a empresa”, disse o leitor ao Agora.

Detran SP

A jornalista Luciana Nunes, 30 anos, de Taboão da Serra (Grande SP), diz que, em 22 de março, pediu no Detran uma placa dianteira para seu carro, pois a perdeu em uma enchente. A leitora conta que esperou o prazo e informaram que não poderiam fixá-la, pois a placa traseira era divergente. “Falaram que precisava pedir as duas placas e pagar mais.”

Resposta

O Detran SP informa que a leitora assinou um protocolo afirmando que seu veículo já portava placa do novo modelo, mas o carro tinha placa traseira não refletiva, além de lacre na cor azul, e, por estar em desconformidade com a lei, precisava ser trocada também.

TIM

A recepcionista Claudina Diniz Chagas, 38 anos, do Jardim Fugihara (zona sul), afirma que está sem sinal em sua linha de celular da TIM. “Não consigo fazer chamadas nem conseguem me ligar.Tento ligar para a central da operadora, em vão. Há três meses coloco R$ 20, mas sempre chega a mensagem de que é para eu recarregar”, dizaleitora.

 Resposta

A TIM informa que para prosseguir com o tratamento do caso é necessário queacliente envie comprovantes da inserção de créditos.Aoperadora diz ainda estar à disposição pelo site www.tim.com.br, pelos números *144 ou 1056.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.