Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Cliente paga duas vezes por compra;veja outras reclamações

Leitor afirma que reclamou com a empresa, não foi tomada providência

Patrícia Pasquini
São Paulo

O analista administrativo Humberto César de Oliveira Batista, 35 anos, do Jardim Damasceno (zona norte), pagou duas vezes pela mesma compra e não consegue reaver o dinheiro.
O leitor conta que, no dia 15 de abril, fez uma compra por telefone em uma drogaria, no valor total R$ 219,66, e pagou com o cartão de crédito Itaucard. 

No mesmo dia, a compra foi cancelada pelo estabelecimento por erro no sistema e a funcionária orientou que o consumidor a refizesse no dia seguinte.

Compra foi cobrada duas vezes no cartão de crédito do Itaú e consumidor quer ter o seu dinheiro de volta
Compra foi cobrada duas vezes no cartão de crédito do Itaú e cliente quer ter o seu dinheiro de volta - Edson Silva/Folhapress

Após repetir o procedimento e fazer o pagamento, Batista viu no aplicativo do banco que a primeira compra havia sido compensada. 

“O Itaucard não retirou da fatura o valor indevido. Reclamei várias vezes, mas não adiantou nada”, afirma.
“Quero que devolvam o meu dinheiro em dobro, porque é meu direito e está na lei que protege o consumidor”, queixa-se. 

“O artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor diz que a cobrança de quantia indevida dá direito à repetição do indébito, por valor igual ao dobro do que pagou em excesso.” (PP)

Itaú: 0800-7280728

Operadora faz o depósito dos valores

A assessoria de imprensa do Itaú informa que entrou em contato com o leitor para prestar esclarecimentos.
O banco afirma que o crédito foi realizado pelo estabelecimento e constará na fatura de junho.

Ao Agora o leitor confirmou a informação e agradeceu a ajuda do jornal. Sem vocês, não teria resolvido o problema”, disse.

_______________________________________________________

Veja outras reclamações

Casas Bahia

O conferente Gerson Malinoski da Silva Lula, 55 anos, de Guarulhos (Grande SP), afirma que, no final de março, comprou dois criados-mudos pelo site das Casas Bahia. O pagamento foi parcelado em três vezes no cartão de crédito. O leitor diz que a rede entregou apenas um dos produtos. (PP)

Resposta 

Por meio de nota, a assessoria de imprensa das Casas Bahia informa que a compra será cancelada e o dinheiro, devolvido.  A empresa diz ainda estar à disposição do cliente para prestar quaisquer esclarecimentos. 

Prevent Senior 

O aposentado Antônio Roberto de Freitas Garcia, 73 anos, do Brooklin (zona sul), diz que a Prevent Senior reajustou a mensalidade do convênio em 10%. “Ouvi que os planos de saúde só podem aumentar até 59 anos. “Se  vivo de aposentadoria e tive cerca de 3% de aumento, como vou pagar 10% a mais?” (PP)

Resposta

A Prevent Senior informa, por meio de nota, que entrou em contato com o cliente e prestou os esclarecimentos necessários. “Eles me explicaram que o reajuste se refere à anuidade”, disse o leitor.

TIM

O estudante Ivon Dias, 43 anos, da Freguesia do Ó (zona norte), conta que, até março, pagava R$ 39,99 de mensalidade no plano Controle da TIM, mas reclama que a operadora passou a cobrar R$ 44,99 a partir de abril. “Quando passei para o plano pré-pago não disseram que o serviço seria reajustado.” (HV)

Resposta

A TIM informa que contatou o cliente e esclareceu que foi aplicado reajuste anual no plano, calculado de acordo com IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade de Interna). De toda forma, a operadora concedeu R$ 10 de desconto por 12 meses.

ETT Carapicuíba

O aposentado José Luiz da Silva, 54 anos, de Carapicuíba (Grande SP), conta que teve o Passe Livre cancelado ao tentar renová-lo. O benefício foi concedido por ser aposentado por invalidez. (PP)

Resposta 

A ETT (Empresa de Transportes e Turismo) de Carapicuíba informa, por meio de sua assessoria de imprensa, que o laudo apresentado não possui uma CID (classificação internacional de doenças) que dê o direito ao benefício. “Acho estranho, porque já renovei o benefício por duas vezes”, disse o leitor.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.