Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Telefone fixo está mudo

Serviço não funciona mesmo após troca de aparelho e fiação

Ana Paula Branco Havolene Valinhos
São Paulo

O aposentado Adriano Maurício Pereira, 84 anos, de Mogi das Cruzes (Grande SP), afirma que está sem o Net Fone desde 15 de abril.

O consumidor conta que o aparelho e a fiação já foram trocados, mas o serviço continua sem funcionar. 

Adriano Maurício Pereira, 84 anos, está sem o Net Fone desde 15 de abril e técnico não compareceu à visita agendada
Adriano Maurício Pereira, 84 anos, está sem o Net Fone desde 15 de abril e técnico não compareceu à visita agendada - Eduardo Knapp -23.ago.2017/Folhapress

“Agendaram uma visita técnica para o dia 17, entre 8h e 12h. Até hoje estou esperando”, queixa-se.

“Ninguém apareceu, ninguém me ligou para dar satisfação nem reagendou a visita. Um caos”, afirma ele.

Pereira registrou reclamação na ouvidoria da Net, porém não recebeu resposta. “É um descaso total com o cliente. Estou gastando com celular”, relata.

Net
Tel.: 10621

Net soluciona falha no serviço

Por meio de nota de sua assessoria de imprensa, a Net informa que entrou em contato com o cliente e confirmou a solução do caso. A operadora afirma ainda que permanece à disposição dos consumidores.

Ao Agora o leitor confirmou a informação. “Ficou uns dez dias sem funcionar. Eles disseram que vão dar R$ 22 de desconto na próxima fatura, o que achei pouco, já que gastei quase R$ 50 de celular ligando para eles. Vou aguardar”, disse Adriano Pereira.

Veja outras reclamações

Iamspe

A professora de educação física Karin Guedes Rinaldi Costabile, 56 anos, de Socorro (zona sul), diz que tem melanoma grau 3B e, para fazer o tratamento contra o câncer, precisa do medicamento interferon alfa. A leitora afirma ao Agora que, desde o dia 14 de março, o Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) não entrega o remédio.

Resposta 

O Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) informa, por meio de sua assessoria de imprensa, que o medicamento está previsto para chegar na próxima semana. Em novo contato com o Agora, a leitora disse que está aguardando.

TIM
A autônoma Vera Lúcia Dias, 59 anos, de Guarulhos (Grande SP), conta que faz mais ou menos 20 dias que a sua linha da TIM está sem sinal. A leitora afirma que já tentou entrar em contato com a empresa diversas vezes, mas não consegue falar com os atendentes. “Isso é um absurdo. O sinal só não funciona na minha região”, queixa-se à reportagem.

Resposta

A TIM informa, em nota, que, após análise, verificou-se ter ocorrido falha de rede no dia 23 de abril, mas o serviço foi normalizado. A operadora afirma que foi concedido crédito à cliente e suspenso o envio de mensagens promocionais a pedido da consumidora.

Itaú

O ferramenteiro Sergio Ricardo dos Santos, 57 anos, do Jaraguá (zona norte), diz que está recebendo telefonemas de cobrança do Itaú. Porém, ele afirma que a empresa procura por uma pessoa que ele desconhece. “Já mandei mensagem por escrito dizendo que não sei quem é essa pessoa. No entanto, não adianta. Continuo recebendo cobranças.”

Resposta

O Itaú Unibanco esclarece que a questão foi resolvida. O banco diz ainda que realizou a atualização do cadastro do cliente, cujos ajustes estarão evidentes em 15 dias. Santos deve desconsiderar ações de cobrança no prazo informado.

Vivo

O analista de sistemas Adriano da Silva Santos, 41 anos, da Vila Carrão (zona leste), afirma que, desde janeiro, tenta receber da Vivo a cobrança pela internet. O receio do consumidor é a operadora bloquear o serviço sem aviso prévio. “Eles não enviam a cobrança. E eu estou colecionando protocolos, pois nem o órgão regulador respeitam”, queixa-se.

Resposta

A Vivo informa que, após tentativas em diferentes dias e horários, não conseguiu contato com o cliente para dar prosseguimento ao atendimento. Ao Agora o leitor disse que está à disposição o dia inteiro. “O serviço funciona, mas as cobranças não chegam.”
 

Samsung

A terapeuta Gisele Soares Moya, 44 anos, de Guarulhos (Grande SP), diz que deixou seu celular, comprado há seis meses, na assistência técnica autorizada e foi informada de que a garantia não cobriria o reparo. No entanto, a empresa não disse qual é o defeito nem o valor do conserto. “Estão com o aparelho há 13 dias e não sabem qual é o defeito.”

Resposta

A Samsung informa que entrou em contato com a cliente para esclarecer os próximos passos do acordo. Segundo a empresa, a consumidora está ciente de que todo o processo de atendimento será acompanhado até o fim. Ao Agora Gisele confirmou as informações.

Casasbahia.com

O jornalista Felipe Alves de Oliveira, 29 anos, do Jaraguá (zona norte), conta que comprou um fogão no site das Casas Bahia, em 16 de março, com entrega prevista para o dia 23 do mesmo mês. Porém, ela não ocorreu. “Fui mal atendido em todos os contatos que fiz com a loja e ninguém soube me responder quando a mercadoria será entregue.”

Resposta

As Casas Bahia afirmam, em nota da assessoria, ter entrado em contato com o cliente. De acordo com a empresa, foi confirmada com o consumidor a entrega da mercadoria. Em novo contato com o Agora, o leitor disse que recebeu o fogão.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.