Descrição de chapéu Defesa do Cidadão INSS

Briga por benefício do INSS leva 3 anos

Após vencer recurso, segurado espera pagamentos

Clayton Castelani Marcela Marcos
São Paulo

Já se passaram mais de três anos desde que, em fevereiro de 2016, o comerciário José Luiz da Silva, 65 anos, pediu a aposentadoria dele para o INSS.

Após ter a solicitação negada, Silva recorreu à Junta de Recursos da Previdência Social para comprovar que ele tem direito ao benefício por tempo de contribuição.

Mas apesar de ter vencido o processo administrativo, o segurado ainda espera que o INSS comece a pagar a aposentadoria dele.

José Luiz da Silva, 65 anos, espera a implantação da sua aposentadoria; ele pediu benefício em 2016 e ganhou recurso em outubro do ano passado - Rubens Cavallari/Folhapress


O resultado do recurso saiu em outubro de 2018. “É um absurdo”, reclama. “Ganhei o recurso por unanimidade, estive pessoalmente na agência, cheguei a escrever carta de próprio punho [para pedir a liberação do benefício]”, conta.

Silva diz ter intensificado os contatos com o INSS e, semanalmente, telefona para a central de atendimento pelo número 135. “Ninguém tem informação”, reclama. “Na internet só aparece que o benefício está em análise.”

O comerciário também tentou reclamar para a ouvidoria do órgão. “Ninguém dá uma resposta completa e eu não sei mais o que fazer”, diz Silva.

Enquanto o segurado espera pela liberação do benefício, a renda da mulher dele tem sido o único meio para o sustento da família. “Ela é aposentada, montou uma lojinha, e eu dependo dela enquanto minha aposentadoria não sai.”

Aposentadoria é liberada

O INSS informou que a aposentadoria por tempo de contribuição de José Luiz da Silva foi concedida na última quinta (6), com pagamento retroativo a 15 de agosto de 2016, data em que o órgão considera que houve o pedido de benefício.

Caso Silva tenha a senha do site Meu INSS, ele poderá ter acesso aos dados de seu benefício nesse endereço eletrônico. Em caso negativo, poderá se cadastrar ou aguardar carta com os dados.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.