Educação estadual nomeia 1.495 agentes escolares

Novos funcionários terão salário de R$ 1.142,64 para jornada de 40 horas semanais

Cristiane Gercina
São Paulo

A rede estadual de educação do governo de São Paulo ganhou um reforço no número de agentes escolares nesta semana. Ao todo, foram nomeados 1.495 novos profissionais para atuarem nas escolas da capital, do litoral e do interior.

Vista geral da Escola Estadual São Paulo, a mais antiga de São Paulo, fundada em 1894
Vista geral da Escola Estadual São Paulo, a mais antiga de São Paulo, fundada em 1894 - Rubens Cavallari/Folhapress

Os nomes foram publicados no "Diário Oficial" do estado de SP de terça-feira (18), na seção 2. A lista dos profissionais vai das páginas 1 a 12.

De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, os aprovados foram classificados conforme a nota final, por ordem decrescente, ou seja, da maior para a menor, em lista por diretoria regional de ensino e polo regional.

Os aprovados devem passar por exame médico antes de assumirem seus postos. Caso sejam considerados aptos para o trabalho, poderão começar imediatamente a atuar na rede.

O salário oferecido para a função, que tem carga horária de 40 horas semanais, é de R$ 1.142,64. Desse total, R$ 1.005,79 é o salário-base e há, ainda, o pagamento de abono complementar no valor de R$ 136,85.

Do total de nomeados, 265 vão trabalhar em escolas da capital paulista. Os outros 1.230 assumirão postos no interior e no litoral.

Os agentes de organização têm a responsabilidade de controlar a movimentação dos estudantes nas dependências da escola, auxiliar a manutenção da disciplina geral e contribuir com a gestão escolar na organização de atividades.

Concurso 

Os contratados têm idades a partir de 18 anos e ensino médio completo. Para entrar na rede, eles participaram de concurso público com prova eliminatória e classificatória, composta de 80 questões de múltipla escolha de língua portuguesa, raciocínio lógico, matemática, conhecimentos específicos e informática.

Governo de SP | Novas contratações

  • O Governo do Estado de SP anunciou a contratação de 1.495 agentes de organização escolar
  • A oficial foi publicada na terça-feira (18), no “Diário Oficial” do estado de São Paulo

Divisão dos funcionários
Do total de novos contratados, 265 são para escolas da capital
O restante, 1.230 profissionais, vão para unidades do interior do estado de SP

Próximos passos
Agora, os candidatos precisam agendar o exame médico
Após serem avaliados pelo DPME (Departamento de Perícias Médicas do Estado) e, se estiverem aptos à função, já podem assumir os postos

Salário a ser pago
R$ 1.005,79 (salário-base)
+
R$ 136,85 (abono complementar)
=
R$ 1.142,64 mensais

A carga horária é de 40 horas semanais

O que faz um agente de organização:

  1. Dá suporte às atividades realizadas pela secretaria da escola
  2. Orienta os estudantes sobre as normas de comportamento
  3. Fornece informações à direção da escola sobre a conduta dos estudante
  4. Atualiza os arquivos cadastrais

Fontes: Secretaria de Estado da Educação e “Diário Oficial” do estado de SP

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.