Ferroviários desistem de greve e trens vão funcionar nesta sexta

Metroviários e motoristas de ônibus mantêm paralisação na capital paulista

São Paulo

Os trens da capital paulista vão funcionar normalmente nesta sexta-feira (14), dia em que está prevista uma greve geral de trabalhadores no país.

A decisão de não parar foi tomada na noite desta quinta-feira (13). Em nota, a categoria afirmou que vai participar das manifestações, mas optou por não interromper os serviços.

"É um movimento que tem como objetivo debater as propostas de reforma da Previdência, já que a proposta apresentada pelo governo muda de forma nociva o direito dos trabalhadores à aposentadoria. Portanto, os trens da CPTM funcionarão normalmente amanhã, dia 14/06", diz o texto.

A decisão dos ferroviários ocorre dias depois de a Justiça ter determinado o funcionamento de 100% da frota, sob pena de multa de R$ 1 milhão em caso de descumprimento.

Metrô e ônibus param

Já os metroviários e os motoristas de ônibus confirmaram ontem que vão participar da greve geral. "Os metroviários confirmaram adesão à greve geral marcada para 14/6 (sexta-feira), em assembleia realizada na noite de 13/6. A greve é de 24 horas e faz parte da luta contra a reforma da Previdência de Bolsonaro", diz nota do Sindicato dos Metroviários.

Os motoristas de ônibus também vão parar a partir da meia-noite desta sexta-feira até 6h. Entre 5h e 6h serão feitas assembleias nas garagens para explicar aos trabalhadores as mudanças nas regras das aposentadorias.

"Ainda, nas garagens de ônibus, serão realizadas assembleias, das 5h às 6 h, para discutir sobre os riscos iminentes dos trabalhadores perderem a sua proteção social, a aposentadoria", informa o Sindmotoristas.

Veja mais categorias que vão parar

Professores municipais da capital paulista
Professores estaduais
Professores particulares de mais de 50 escolas
Servidores de hospitais públicos e postos de saúde da capital paulista
Servidores da saúde estadual
Bancários
Metalúrgicos
Eletricitários
Profissionais do serviço de limpeza urbana da capital paulista
Profissionais do serviço de água, esgoto e meio ambiente
Servidores do INSS
Trabalhadores de hospitais federais
Trabalhadores dos Correios
Vigilantes

Cristiane Gercina , Marcela Marcos e Laíssa Barros
Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.