Conta de energia vai ficar ainda mais cara em agosto

País terá bandeira vermelha 2 a partir do dia 1º, que acrescenta R$ 4 a cada 100 KWH

São Paulo

A conta de luz dos brasileiros ficará ainda mais cara a partir de quinta-feira (1º de agosto), com a implantação da bandeira tarifária vermelha 1, informou nesta sexta (26) a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Com isso, a cada 100 kWh (quilowatts-hora consumidos), serão acrescentados R$ 4 à fatura das famílias.
Neste mês de julho, está valendo a bandeira amarela, que acrescenta R$ 1,50 a cada 100 kWh. Há ainda a bandeira vermelha 2, cujo acréscimo é de R$ 6.

Segundo a agência, a medida foi adotada porque agosto é um mês típico da seca no país, o que diminui o nível das bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional. Além disso, a previsão de chuvas para o mês está ainda abaixo da média.

Em São Paulo, o impacto na conta de luz deverá ser maior. Isso porque, desde o início do mês de julho está valendo o reajuste de energia da Enel-SP, antiga Eletropaulo. O aumento foi de 6,48%. A dica dos especialistas para pagar menos é economizar energia.

Prepare o bolso | Energia mais cara: o motivo é que a Aneel (agência de energia) vai implantar a bandeira vermelha 2 no país - Gabriel Cabral/Folhapress

Bandeiras

Criadas há alguns anos, as bandeiras sinalizam o custo real da energia. O funcionamento é simples: as cores indicam se a luz custará mais ou menos. Se estiver verde, não há acréscimo.

Prepare o bolso | Energia mais cara

  • A conta de luz vai ficar mais cara a partir de quinta-feira (1º de agosto)
  • O motivo é que a Aneel (agência de energia) vai implantar a bandeira vermelha 2 no país

Valor a mais

  • A bandeira vermelha acrescenta R$ 4,00 para cada 100 (kWh) quilowatts-hora consumidos
  • Atualmente, no mês de julho, está valendo a bandeira amarela, que acrescenta R$ 1,50 a cada 100 kWh

Motivos

  • Segundo a Aneel, agosto é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do país
  • A previsão para o mês sinaliza que haverá menos chuvas, até mesmo abaixo das médias históricas
  • Com isso, termelétricas serão acionadas

Dicas de economia 

Chuveiro elétrico? Tome banhos curtos e com temperatura razoável

  • Ao longo de um mês, um banho de 15 minutos por dia, para uma família de quatro pessoas, equivale ao consumo de mais de 400 lâmpadas ligadas por uma hora, o que corresponde a cerca de R$ 100 na conta
  • A resistência queimou? Troque. Fazer remendos, além de ser perigoso, desperdiça energia

Use a máquina de lavar apenas na capacidade máxima

  • Coloque somente a quantidade de sabão recomendada, evitando repetir a operação enxágue
  • Quanto às secadoras, utilize-as apenas quando realmente necessário; elas são uma das vilãs da conta de luz

 Use os eletroeletrônicos adequadamente

  • Não deixe a TV ligada se ninguém estiver assistindo; não mantenha o celular o tempo todo carregando; não use o micro-ondas apenas como “relógio”
  • Esses pequenos hábitos, se eliminados, podem trazer bons resultados para o bolso no final do mês

Sem passar sufoco

  • Ao usar o ferro, tente passar o máximo de roupas possível e use a temperatura indicada para cada tipo de tecido
  • O aparelho consome muita energia cada vez que é ligado

 Troque lâmpadas antigas

  • As versões mais econômicas ajudam a reduzir o consumo de energia em até 80%, além de terem preço mais em conta
  • Lâmpadas LED, embora sejam um pouco mais caras, são mais eficientes do que as de luz branca e duram até 20 anos; a longo prazo, vale a pena

Fontes: Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) e reportagem

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.