Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Telefone fixo da TIM não funciona há 2 meses

Cliente afirma que registrou várias reclamações na operadora; veja outras queixas

Havolene Valinhos
São Paulo

A dona de casa Márcia Barreiro, 60 anos, de Poá (Grande SP), conta que, há cinco meses, contratou os serviços de internet e de telefone fixo da TIM Live, mas ela reclama que, há dois meses, a linha de telefone está muda, sem funcionamento.

Márcia relata que já entrou em contato com a central de atendimento da TIM oito vezes. Porém, ela afirma que nada foi resolvido.“Não aguento mais anotar protocolos de reclamações e nenhuma providência ser tomada para solucionar a questão”, queixa-se a leitora à reportagem.

A dona de casa reclama que, apesar do serviço não funcionar, continua recebendo as contas da operadora normalmente. “Não consertam  a falha, mas a conta chega”, diz Márcia. “Cada vez que ligo, o atendente apenas diz que, em 48 horas, o serviço estará normalizado, mas não acontece nada. Continua o mesmo problema”, afirma.“É um descaso total com o consumidor. Peço a intervenção do Defesa do Cidadão”, afirma a leitora. 

Cliente afirma que registrou várias reclamações, mas TIM não resolve - Eduardo Knapp/Folhapress

TIM corrige falha da linha e dá crédito

A TIM informa, em nota, que foi realizado reparo técnico no serviço TIM Live da cliente Márcia Barreiro.  
A operadora diz ainda que concedeu crédito de R$ 130 para abater na próxima fatura e afirma estar à disposição. Em novo contato com o Agora, a leitora confirmou a informação. “Resolveram após o apoio do jornal.”

Outras reclamações

Net

A jornalista Fabiana Silva Arruda, 37 anos, do Tremembé (zona norte), conta que, há um mês, contratou a TV da Net, mas reclama da demora e da qualidade do serviço. Segundo a leitora, dos quatro pontos que ela solicitou a empresa instalou apenas dois, mas esses não funcionaram. “Primeiro, demorou para aparecer um técnico e, agora, não funciona.”

Resposta 

A Net informa, por meio de nota, que entrou em contato com a cliente e confirmou a solução do caso. A operadora diz ainda estar à disposição.

Cielo

O comerciante Lee Chi Kin, 55 anos, de Santos  (72 km de SP), conta que contratou a maquininha da Cielo com a promessa de que não seriam cobradas taxas nas operações, mas apenas a mensalidade de R$ 49,90. Porém, ele diz que as tarifas foram cobradas. “Reclamei duas vezes, mas não adiantou . Debitaram da minha conta R$ 183,78 pelo não cumprimento da meta.” 


Resposta 

A Cielo informa que atendeu à solicitação do cliente e restituiu o valor cobrado. A empresa diz ainda que esclareceu ao leitor que a diferença refere-se ao período que a tecnologia ficou em posse do estabelecimento. 


Gaveteiro

O músico Léo Doktorczyk, 62 anos, da Vila Anglo Brasileira (zona oeste), afirma que, no último dia 5, comprou cápsulas de café pelo site Gaveteiro, por R$ 216,80, com entrega para o dia 8, mas o produto não chegou no prazo previsto. “Pedi o cancelamento no dia 10, mas ainda não recebi o reembolso”, queixa-se.

 
Resposta 

O Gaveteiro.com.br informa, por meio de sua assessoria de imprensa, que a situação foi resolvida no último dia 11 e o consumidor já identificou o depósito feito em sua conta-corrente. Em novo contato com o Agora, o leitor confirmou a informação.

Vivo

Verifiquei que houve aumentos em minha conta de telefone fixo da Vivo desde o final de 2018. Estava pagando R$ 89,90 e, agora, estou pagando R$ 118. Reclamei, porém não adiantou nada.
Nelio Aparecido dos Santos, 42 anos


Resposta 

A Vivo informa que não foram encontradas irregularidades na cobrança do cliente. A empresa diz ainda que tentou falar com o consumidor, em diferentes dias e horários, mas não conseguiu contato para prestar os esclarecimentos necessários. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.