Ford encerrará produção de caminhões em outubro

Fábrica de São Bernardo do Campo pode ser vendida e readmitir funcionários

Ana Paula Branco
São Paulo

A Ford deverá encerrar, em outubro, a produção de caminhões em São Bernardo do Campo (ABC), segundo informações do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Com isso, 1.100 demissões devem ocorrer.

O processo de encerramento das atividades da fábrica de São Bernardo começou no último dia 31 de julho, com a demissão dos 750 funcionários que trabalhavam na linha de montagem do Fiesta, modelo que começou a ser produzido no Brasil em 1996.

Há chances de a unidade ser vendida e os funcionários serem readmitidos, mas nenhum acordo foi concluído até o momento.

O sindicato tem orientado os trabalhadores a garantirem a indenização do PDI (Plano de Demissão Incentivada) negociado com a montadora. O acordo prevê, além dos direitos trabalhistas na rescisão, que os empregados demitidos recebam de um e meio a dois salários (horistas) e de 0,75 a um salário e meio (mensalistas) por ano trabalhado.

O índice maior incidiria sobre aqueles que decidissem pedir as contas em definitivo. Já o índice menor valeria para quem optasse por participar de processo de seleção para trabalhar na fábrica depois que ficasse definido novo comprador.

O acordo inclui ainda amparo psicológico, curso de requalificação profissional e ajustes no convênio médico.

O fechamento da fábrica em São Bernardo do Campo faz parte de uma reestruturação global da empresa, segundo a Ford, e foi anunciado em fevereiro. Desde então, governos estadual e federal, com a prefeitura do município, negociam a venda para outra empresa.

FECHAMENTO DA FORD EM SÃO BERNARDO | ENTENDA O CASO

  • Em fevereiro, a montadora anunciou que vai deixar o mercado de caminhões na América Latina e fechar a fábrica de São Bernardo do Campo (ABC) até o final deste ano
  • Há negociações para a fábrica ser vendida para outra empresa do setor

Acordo funcionários x Ford

  • Em abril, os funcionários aprovaram um acordo com a montadora
  • As indenizações variam de 1,5 a 2 salários por ano trabalhado
  • Havia outra proposta para quem quisesse tentar o processo seletivo da nova empresa
  • Na terça (6), foram apresentados os cursos de formação que estarão disponíveis para os funcionários, incluindo os demitidos

Demissões

  • A Ford encerrou oficialmente a produção do Fiesta em 31 de julho e 750 trabalhadores da fábrica de São Bernardo foram demitidos
  • Até novembro, a montadora deve parar a produção de caminhões, que emprega 1.100 trabalhadores
  • Há um acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para os empregos serem mantidos até essa data
     
Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.