Mutirão de emprego em SP com 10 mil vagas quer priorizar quem tem baixa qualificação

Para evitar a formação de filas gigantescas, edição terá novo método de triagem

Laísa Dall'Agnol
São Paulo

Depois de edições marcadas por longas filas e muitas posições ociosas por falta de candidatos aptos, o novo mutirão de empregos organizado pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo deverá priorizar vagas de baixa qualificação, com exigência de ensino fundamental ou médio completos.

A expectativa é que o mutirão comece no dia 17 de setembro e tenha a duração de até três dias. O local segue o mesmo das outras edições, a sede do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, no centro da capital paulista.

Ricardo Patah, presidente do sindicato e da central sindical UGT (União Geral dos Trabalhadores), terá reunião nesta segunda-feira (26) com o prefeito Bruno Covas (PSDB) para fechar os últimos detalhes e confirmar a data.

Empresas como Pirelli, Magazine Luiza, Pão de Açúcar, Marisa e Riachuelo confirmaram que estarão na seleção. O número exato de vagas só será fechado no decorrer das próximas semanas.

Segundo Patah, devem participar, ao todo, mais de 100 empresas, somando mais de 10 mil posições.

O grupo Pão de Açúcar diz que serão 400 colocações, entre elas vagas efetivas para operador de loja, auxiliar de padaria e açougue, atendente de cartão e vendedor. 

Já a Magazine Luiza pretende disponibilizar vagas de capacitação profissional na área de tecnologia, além das posições para contratação efetiva.

Fim das filas

Uma das novidades desta edição, segundo Patah, é a minimização das longas filas que sempre se formam nos dias de seleção. 

Para isso, deve ser implantado um método de triagem para direcionar os candidatos já no início da fila a vagas correlatas à sua área de atuação.

Também haverá, de acordo com Patah, filas especiais para idosos e público PcD.

Vagas temporárias

Com a proximidade de datas como o Dia da Criança e o Natal, o Sindicato dos Comerciários estima que 20% das vagas ofertadas sejam para contratação temporária, o que equivale a um total de cerca de 2.000 posições nessa modalidade. 

A sede do sindicato fica na rua Formosa, 99, ao lado do metrô Anhangabaú. Na última edição, em março deste ano, cerca de 15 mil desempregados formaram uma fila gigantesca no vale do Anhangabaú, em busca de uma das 6.000 oportunidades que estavam sendo oferecidas na terceira edição.

O número foi quase três vezes maior que o do segundo feirão, em agosto do ano passado, quando 5.500 candidatos buscavam uma das 4.000 vagas oferecidas.

Empresas interessadas podem se inscrever

Empresas que estejam com vargas abertas e queiram participar do mutirão pode entrar em contato com o Sindicato dos Comerciários pelo telefone (11) 2121-5958 ou pelo e-mail: vagacomercial@comerciarios.com.br. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.