Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Cliente reclama de cobrança indevida; veja outras reclamações

Aposentado afirma que empresa cobrou prestações de um seguro duas vezes

Havolene Valinhos Laíssa Barros
São Paulo

O aposentado Carlos Alberto Valério Alves, de Itanhaém (106 km de SP), conta que fez uma renovação de um seguro de sua moto pela Porto Seguro e optou por pagar em cinco vezes por meio de boleto bancário. 

Leitor afirma que a empresa lhe enviou um cartão de crédito sem a sua autorização e está fazendo cobranças.
Leitor afirma que a empresa lhe enviou um cartão de crédito sem a sua autorização e está fazendo cobranças. - Karime Xavier/Folhapress 17 Jul. 2018

No entanto, o leitor reclama que a empresa lhe enviou um cartão de crédito sem a sua autorização e está fazendo cobranças.

“Para se ter ideia, nunca solicitei nem o desbloqueio desse cartão e, agora, estou recebendo cobranças indevidamente, dizendo que eu não paguei a fatura do cartão”, queixa-se ao Agora

Alves relata que a empresa está ameaçando incluir o seu nome nos órgãos de proteção ao crédito.
“Além de receber telefonemas e mensagens de cobranças absurdas, ainda falam que o meu nome está em processo de negativação.

A surpresa maior foi quando descobri que o valor que estavam cobrando era exatamente as cinco prestações de R$ 236,04 cada, que já havia pago por meio de boletos. Estou indignado.”

Porto Seguro: 0800-7271184

Porto Seguro cancela cartão de crédito

A Porto Seguro informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que entrou em contato com o cliente para dar os devidos esclarecimentos e o cartão de crédito foi cancelado, conforme solicitado. 

A empresa diz ainda estar à disposição do consumidor para quaisquer outros questionamentos.

Veja outras reclamações

Fazenda

O aposentado Helio Vieira, do Mandaqui (zona norte), conta que, desde março, está tentando pedir a isenção do pagamento do seu IPTU, mas, até hoje, não obteve nenhuma resposta positiva. “Sou aposentado e tenho esse direito”, diz ele. 

Resposta

A Secretaria de Estado da Fazenda informa, por meio de sua assessoria, que o pedido de isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) protocolado pelo munícipe está em fase final de análise e a decisão do caso será informada nos próximos dias.

TIM

O jornalista Murillo Rodrigues de Campos, 22 anos, do Jabaquara (zona sul), relata que, no dia 31 de agosto, resolveu trocar de operadora de internet e contratou os serviços da TIM Live. O leitor diz que, logo após a confirmação dos dados e contratação do plano, uma atendente entrou em contato para agendar a data de instalação, mas o serviço não foi realizado até o momento. 

Resposta

A TIM informa, por meio de nota de sua assessoria, que entrou em contato com Murillo Campos e esclareceu que o CEP do cliente não possui disponibilidade para instalação do TIM Live. 

Comgás

O taxista Paulo Roberto Ribeiro, 64 anos, de Lauzane Paulista (zona norte), afirma que a Comgás fez uma instalação de gás em sua casa, mas que o fornecimento está sofrendo oscilações. “Reclamei e a empresa fez duas visitas técnicas, mas não resolveram o problema de verdade. Peço a ajuda do Defesa do Cidadão, pois quero que a Comgás conserte em definitivo a regulagem de pressão do gás da minha casa”, afirma o taxista. 

Resposta

A Comgás informa, em nota enviada por sua assessoria de imprensa,  que realizou a regulagem na pressão do gás do leitor. 

Fazenda

O aposentado Helio Vieira, do Mandaqui (zona norte), conta que, desde março, está tentando pedir a isenção do pagamento do seu IPTU, mas, até hoje, não obteve nenhuma resposta positiva. “Sou aposentado e tenho esse direito”, diz ele. 

Resposta

A Secretaria de Estado da Fazenda informa, por meio de sua assessoria, que o pedido de isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) protocolado pelo munícipe está em fase final de análise e a decisão do caso será informada nos próximos dias.

Vivo

O contador Zenaldo Pereira Souza, 58 anos, do Capão Redondo (zona sul), conta que é assinante da TV Vivo e ligou na central de atendimento da operadora para reclamar do valor da mensalidade. "Na ocasião, disseram que mandariam uma fatura de R$ 57, mas, depois, a empresa começou a enviar contas no valor de R$ 92. Apenas dizem que não há pacote de R$ 57. Vou cancelar."

Resposta 

Até a conclusão desta edição, a operadora não havia se manifestado sobre o assunto.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.