Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Leitora paga mensalidade por engano; veja outras reclamações

Ela afirma que recebeu código de barras pelo celular e pagou conta da Sky

Havolene Valinhos Laíssa Barros
São Paulo

A salgadeira Ana Maria Joaquim de Andrade, 59 anos, do Tucuruvi (zona norte), conta que não é cliente da Sky, porém, em julho, como recebeu uma mensagem de texto da operadora com um código de barras para pagamento de conta, acabou quitando R$ 439 por engano.

Consumidora diz que não consegue ser atendida pela Sky, porque lhe pedem um código de cliente, mas ela não tem cadastro na operadora
Consumidora diz que não consegue ser atendida pela Sky, porque lhe pedem um código de cliente, mas ela não tem cadastro na operadora - Rivaldo Gomes/Folhapress

Desde então, a leitora solicita o ressarcimento do valor, mas reclama que a empresa não resolve a situação. 

“Entrei em contato com a central de atendimento da Sky por telefone e fui orientada a mandar um email com o comprovante de pagamento e os meus dados. Fiz isso, mas não obtive resposta. Liguei novamente e informaram para enviar um novo email para outro endereço. Segui as orientações e nada de retorno”, afirma.

A leitora relata que entrou em contato mais uma vez com a Sky e disseram para falar com o setor jurídico, porém, como ela não é cliente, não consegue ser transferida por não ter o código exigido por eles. “Já se passaram dois meses e não consigo reaver o meu dinheiro”, afirma. 

Sky: 10611

Sky aguarda comprovante de pagamento

A Sky pede desculpas por qualquer transtorno causado e afirma, por meio de nota, que entrou em contato com a leitora para prestar os devidos esclarecimentos.

A operadora diz ainda que Ana Maria encaminhará o comprovante do pagamento realizado para que os procedimentos de devolução sejam feitos.

_________________________________________________________________________

Veja outras reclamações

CPFL

O comerciante Alberto Fernandes Junior, 48 anos, de Barueri (Grande SP),  conta que, no início deste mês, a CPFL fazia manutenção na rede elétrica e queimou a bomba do poço artesiano e uma lâmpada. O leitor diz que já registrou reclamações na empresa, mas não recebeu o reembolso. 

Resposta

A CPFL Piratininga informa, em nota enviada por assessoria de imprensa, que foi realizada, em 9 de setembro, a vistoria técnica dos equipamentos apresentados pelo cliente e esclarecido sobre o procedimento de indenização por danos, que necessita do envio de laudos e orçamentos. 

Casas Bahia

O aposentado Gutemberg Fernandes Duarte, 69 anos, do Jardim Nove Julho (zona leste), conta que comprou uma panela elétrica nas Casas Bahia, que apresentou defeito com poucos dias de uso. “Levei na assistência técnica e informaram que uma peça está com defeito, mas teria que esperar 30 dias até a fábrica enviar essa nova peça. É um absurdo esperar todo esse tempo.” 

Resposta 

As Casas Bahia informam, por meio de nota, que o cliente será atendido com a troca do produto. A empresa diz ainda que ele será direcionado a uma das filiais para trocar o item.

Claro

Marcio Valerio de Oliveira afirma que, em 2017, acertou com a Claro o pagamento de uma dívida, mas, mesmo depois de dois anos, a empresa continua cobrando o valor. Já falei com eles diversas vezes e enviei todos os comprovantes de pagamento, mas não cansam de importunar. O pior é que sujaram o meu nome. 

Resposta

A Claro informa, em nota, que entrou em contato com o leitor e está realizando os ajustes necessários. 

BMG

O autônomo Fernando César do Amaral, 49 anos, de Itapetininga (172 km de SP), conta que está há alguns meses tentando cancelar um cartão de crédito do banco BMG e renegociar uma dívida com banco, mas, até agora, não conseguiu nenhuma resposta da empresa. “Quero quitar o que devo, mas preciso ser atendido primeiro”, diz o leitor. 

Resposta

O BMG informa que entrou em contato com o leitor e propôs um acordo para pagamento do saldo devedor referente ao cartão de crédito.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.