Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Cliente reclama que Net cobra mais do que preço combinado

Leitor afirma que contratou plano por R$ 200; veja outras queixas

Havolene Valinhos
São Paulo

Mauro Fernandes Garcia conta que contratou um pacote de serviços da Net por R$ 200 por mês. 
No entanto, o leitor reclama que tem recebido cobranças com valores maiores. “Todas as contas que recebi até agora vieram com valores superiores a R$ 250” queixa-se à reportagem.

Garcia relata que precisa ligar para a central de atendimento da operadora todos os meses para solicitar a correção dos valores. 

“Levo uma canseira de mais de uma hora para resolverem o problema. Apenas depois disso emitem a fatura com o valor correto. O plano inclui TV, linha de telefone fixo e internet. Este mês recebi via email uma conta no valor de R$ 265,69.”

Gabriel Cabral/Folhapress

O leitor conta que entrou em contato novamente com a Net e esperou mais 30 minutos na linha para ser atendido.  

”O telefone fica mudo. O valor que dizem ter corrigido foi de R$ 231,70, mais uma vez acima do combinado”, reclama.

“Não fornecem os valores de cada serviço que nos oferecem. Só nos dizem o valor total do plano e depois recebemos cobranças de coisas que nem sabemos. Preciso de ajuda”, afirma. 

Operadora diz que entrou  em contato

A Net informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que entrou em contato com o cliente Mauro Fernandes Garcia e regularizou a situação.  A operadora diz ainda  estar à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos.

Outras reclamações

Carrefour 

A aposentada Lúcia Hirata, 80 anos, de Taboão da Serra (Grande SP), conta que o setor de cobrança do Carrefour liga diversas vezes por dia procurando por uma pessoa que não trabalha mais na casa dela. “Já expliquei isso ao Carrefour. Somos três idosos em casa. Quando toca o telefone, corremos para atender pensando que é alguém da família e podemos até cair.” 


Resposta  

O Carrefour informa que solicitou às assessorias parceiras, que fazem cobrança, o bloqueio das ligações telefônicas. A rede diz que entrou em contato com a cliente, que confirmou não ter recebido novos contatos.


Saúde 

O aposentado Jumar Campos Gonçalves, 70 anos, do Conjunto Habitacional Jova Rural (zona norte), afirma que faz tratamento de câncer de próstata e precisa do medicamento Zoladex de três em três meses. “Era para receber uma aplicação no dia 25 de setembro, mas estava em falta no Hospital Brigadeiro.”


Resposta

A Secretaria de Estado da Saúde informa, por meio de nota da assessoria, que o medicamento Zoladex estará disponível na unidade até a próxima semana. A pasta diz ainda que o Hospital Brigadeiro entrará em contato com o paciente para dar as orientações. 

Claro

"Recebi um comunicado da Claro avisando que meus serviços seriam descontinuados por falta de pagamento, mas não deixei de pagar nenhuma fatura. Achei estranho, pois, um dia antes, um técnico da empresa veio até minha casa resolver um problema", diz Mauro Medeiros, 48 anos, de Itaquera (zona leste)


Resposta

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Claro informa que entrou em contato com o leitor e realizou os ajustes necessários. 

Vivo

Maria José Failla, de Mirandópolis (zona sul), reclama que combinou com a Vivo um desconto nos serviços contratados por ela, mas, ao receber a fatura enviada pela operadora, foi cobrada por um valor ainda maior do que já pagava. 


Resposta 

A Vivo informa que não foram encontradas irregularidades na cobrança que a empresa fez à cliente. A operadora diz ainda que entrou em contato com a leitora para prestar os esclarecimentos necessários e que Maria José Failla está ciente das tratativas realizadas.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.