Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Farmácia não entrega fraldas geriátricas

Leitora conta que comprou produtos pela internet no dia 27 de setembro

Havolene Valinhos
São Paulo

A advogada Evelin Gabriela Nardi, 38 anos, da Freguesia do Ó (zona norte), conta que, no dia 25 de setembro, comprou fraldas geriátricas no site da Drogaria São Paulo e pagou o total de R$ 117,53 em três vezes no cartão de crédito. No entanto, a leitora reclama que, até o momento, não recebeu o produto. 

“A previsão de entrega era o dia 27 de setembro. Tentei registrar reclamações na central de atendimento da empresa, mas nem chegaram a me atender, desligam antes disso”, queixa-se a leitora à reportagem.

Gabriel Cabral/Folhapress

A advogada relata que tentou solicitar o cancelamento do pedido, porém, nem isso conseguiu ainda. 
“É um descaso com o consumidor. Precisei comprar em um site de outra empresa porque a minha mãe não pode ficar sem as fraldas nem posso sair para comprar em uma loja física e deixá-la sozinha”, explica ao Agora.

“Quero saber se a Drogaria São Paulo vai entregar o produto ou devolver o meu dinheiro. É um absurdo. Peço a intervenção do Defesa do Cidadão.”

Drogaria São Paulo promete fazer estorno 

A rede Drogaria São Paulo informa que entrou em contato com a cliente para esclarecer que o cancelamento do pedido já foi realizado e a solicitação de estorno está em andamento. 

A empresa diz ainda que ofereceu um pedido de desculpas e reforça que está à disposição dos consumidores por meio dos seus canais de atendimento.

Veja outras reclamações 

Sky

A aposentada Maria Aparecida Garcia Santana, 62 anos, da Cohab de Taipas (zona oeste), conta que fez um acordo com a Sky, mas, para sua surpresa, recebeu faturas com valores diferentes do combinado. “Ninguém do SAC da empresa sabe explicar o que aconteceu”, queixa-se a leitora. 


Resposta 

A Sky informa, por meio de nota, que a cobrança da fatura de outubro foi ajustada para o valor de R$ 160,80.

Casas Bahia

O analista de redes Abraão Marques Figueiredo, 29 anos, de Santo André (ABC), diz que cancelou a compra de um celular adquirido nas Casas Bahia. O leitor conta que possui todos os documentos comprovando o cancelamento, mas reclama que o estorno ainda não foi realizado e continua sendo cobrado. 


Resposta 

Até a conclusão desta edição, as Casas Bahia ainda não haviam se manifestado.

Oi  

O segurança Edivaldo Silva Costa, 46 anos, de Caraguatatuba (173 km de SP), afirma que tem um plano pré-pago da Oi. Porém, o leitor diz que, há dois meses, não consegue concluir a recarga no cartão de crédito porque aparece a informação de compra cancelada. “Já tentei em outros três cartões que têm limite e a informação é a mesma.” 


Resposta  

A Oi informa, em nota, que fez a alteração da campanha para o Oi livre como ele solicitou. Desta forma, ele teve os créditos convertidos nesta oferta.

Net

A Net bloqueou a minha conta e não consigo assistir ao canal do Brasileirão. Uma vergonha esse serviço, pois sou assinante e pago em dia. Comprei o canal exclusivo para ver os jogos do Corinthians e agora não consigo ver nada", diz Neusa de Camargo, 73, aposentada, da Vila Costa Melo


Resposta 

A Net informa, em nota enviada por meio de sua assessoria de imprensa, que entrou em contato com a cliente e regularizou a situação.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.