Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Enel demora para resolver falha, afirma consumidor

Leitor conta que condomínio onde mora tem sofrido com constante falta de luz

São Paulo

O coordenador de planejamento Leonardo de Mesquita Monteiro, 42 anos, do Jabaquara (zona sul), conta que, em um total de oito dias, a energia elétrica acabou três vezes no condomínio onde mora.

“Na segunda vez, um morador do prédio viu que tinha um ninho de passarinhos encostado no transformador. Então o síndico foi pessoalmente a uma agência da Enel e apresentou a foto do ninho, além de todos os chamados abertos do edifício”, conta ele.

Gabriel Cabral/Folhapress

Monteiro afirma que o atendente da Enel prometeu enviar alguém para identificar e corrigir o problema.

Porém, o leitor reclama que ninguém apareceu. “No entanto, nesse meio tempo, em questão de minutos, o transformador estourou de novo. Deram um novo prazo para o profissional comparecer: 12 horas, mas o combinado não foi cumprido novamente”, queixa-se ao Agora.

O coordenador de planejamento relata que, em um dos dias, faltou energia e o seu trabalho e de sua esposa foram prejudicados. “Estamos trabalhando em home office e tivemos que nos justificar. Afinal, ficamos mais de 12 horas sem energia”, relata à reportagem.

“Só conheço uma forma de resolver isso: muito mais concorrência no setor. Não sei mais a quem recorrer para solucionar essa situação. São 56 apartamentos no condomínio, todos os moradores vivendo a mesma situação”, diz ele.

“Peço a intervenção do Defesa do Cidadão para que a Enel tome as devidas providências e a situação seja resolvida”, queixa-se.

Distribuidora realiza reparos

A Enel Distribuição São Paulo informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que entrou em contato com o cliente, que confirmou que, após a retirada de um ninho próximo ao transformador, os desligamentos pararam de ocorrer.

A distribuidora afirma que foi aberta uma nota para apurar possíveis falhas das equipes de emergência nos atendimentos anteriores e entrará em contato quando o processo for concluído.

Ao Agora o leitor confirmou a solução do caso.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.