Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Enel realiza cobrança indevida, afirma cliente

Professor diz que, em média, paga R$ 140, mas conta chegou no valor de R$ 247,21

Juca Guimarães
São Paulo

O professor Alexandre Perez de Castro, 52 anos, de Itaquera (zona leste), relata que, em 2016, instalou um sistema de uso de energia solar na sua casa para economizar nas despesas mensais e aliviar o orçamento da família.

Na comparação, diz, reduziu em cerca de 58% a conta de luz com o uso de energia solar.

No entanto, em fevereiro, ele relata que notou um erro por parte da Enel, com aumento no valor da conta. “O leiturista da Enel fez uma leitura errada no medidor. Sei disso porque fotografei o relógio. Na foto é um número, mas o leiturista marcou outro.”

“O correto era vir uns R$ 140, mas a conta chegou em R$ 247,21”, reclama o consumidor ao Agora.

Alexandre Perez de Castro reclama do atendimento da Enel - Arquivo pessoal

O cliente diz que entrou em contato com a empresa para informar o erro e pedir uma revisão no valor da conta. “A resposta da Enel foi que a leitura tinha sido feita corretamente.” O professor afirma que, no dia 9 de março, registrou nova reclamação, desta vez na ouvidoria da concessionária, explicando o que tinha acontecido na leitura feita em fevereiro.

A empresa deu um prazo de resposta para o dia 22 de março. “Liguei várias vezes e sempre as atendentes mencionam que o setor responsável ainda não retornou. Quando entro em contato no site da ouvidoria respondem com pouco caso”, queixa-se o professor ao Defesa do Cidadão.

A conta já foi paga, mesmo com o valor maior do que o consumo correto. “Quero a devolução do que foi pago a mais”, afirma o leitor.

Distribuidora mantém valor

A Enel Distribuição São Paulo informa, por meio de nota, que, inicialmente, a leitura de fevereiro foi registrada de forma invertida. Porém, diz nota, antes da emissão da fatura, foi enviada uma nova leitura e, dessa forma, o consumo do mês está correto e será mantido.

A concessionária afirma ainda que as informações foram encaminhadas para o email do cliente Alexandre de Castro cadastrado em sistema.

Ao Agora o leitor disse que discorda da resposta.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.