Mariana Ximenes protesta contra censura em figurino de gala

Atriz surgiu estampada de cartazes de filmes nacionais no Festival do Rio

Mariana Ximenez em protesto a censura
Mariana Ximenes na abertura do Festival do Rio veste peça única com estampa que reproduzi cartazes de grandes filmes nacionais, em protesto a retirada de cartazes de filmes da sede da Ancine. - @marixioficial@ no Instagram

Em protesto à retirada de cartazes de filmes nacionais da sede da Ancine (Agência Nacional de Cinema), no Rio, Mariana Ximenes abriu o Festival de Cinema do Rio vestindo uma peça que reproduzia pôsteres de grandes títulos do nosso cinema, como “Cidade de Deus”, “O Pagador de Promessas” e “O Beijo da Mulher Aranha”, entre outros.

BARRADO

Outro atrito criado com a Ancine: os funcionários da agência foram proibidos de promover uma reprise gratuita de “A Vida Invisível”, filme escolhido para representar o Brasil na disputa por uma vaga entre os finalistas ao Oscar de filme estrangeiro. 

Carol Duarte e Julia Stockler em cena de 'A Vida Invisível', de Karim Aïnouz
Carol Duarte e Julia Stockler em cena de 'A Vida Invisível', de Karim Aïnouz - Divulgação

BARRADO 2

Segundo Gregório Duvivier, que está em cena no filme em questão, “o governo” o odeia. O elenco tenta agora garantir uma exibição ao ar livre, na frente da Ancine.

Gregório Duvivier em "A Vida Invisivel"
Gregório Duvivier em "A Vida Invisivel" - rEPRODUÇÃO

TRIBUTO

Por falar em censura, Fernanda Montenegro vai receber um troféu especial pela defesa à liberdade de expressão da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes), válido pelas áreas de cinema, TV, literatura e teatro.

TROFÉU

Entre os premiados pela APCA no ano, lista definida na noite de segunda-feira (9), estão Débora Bloch, Fábio Porchat, Flávio Migliaccio, o filme “Bacurau”, o cantor Emicida e o diretor do Sesc, Danilo Santos de Miranda, por criar um polo de resistência no Sesc São Paulo para o teatro.

FRASE

"A minha mãe sofreu violência doméstica por mais de 20 anos, sem saber que sofria abuso do meu pai. Eu vivenciei o que é viver em um lar com violência doméstica grave" Luíza Brunet no Pânico, da Jovem Pan
 

MUITO ALÉM DA NOVELA

Enquanto seu marido, Bruno Gagliasso, causava surpresa em uns e mágoa em outros, ao dizer que quer fazer qualquer coisa na Netflix, “menos novela”, Giovanna Ewbank endossava o quanto está longe desse mundinho preso a contratos de exclusividade. Dona de canal próprio no YouTube, com 3,31 milhões de inscritos, onde entrevista amigos e celebridades, e de 19,9 milhões de seguidores no Instagram, a loira surgiu gloriosa em uma nova campanha de moda praia, fotografada em Angra dos Reis, com aplique que alongou seus cabelos. Ao marido, só resta aplaudir.

 

SEM DONO

O vestido que a princesa Diana usou em um baile na Casa Branca, quando dançou com John Travolta, não atraiu interessados no leilão organizado pela casa Kerry Taylor nesta segunda-feira (9). O longo de veludo azul-marinho, de ombros à mostra, estava à venda por cerca de R$ 1,3 milhão.
 

LUTO

A sueca Marie Fredriksson, vocalista da dupla Roxette, morreu nesta segunda-feira (9) aos 61 anos, após enfrentar por 17 anos uma longa batalha contra o câncer. Ela foi diagnosticada em 2002 com um tumor agressivo no cérebro, tendo passado por cirurgias e tratamentos.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.