Nova Juma: quem está no páreo para a nova versão de 'Pantanal'

Globo procura atriz, e fãs indicam preferidas; Lucy Alves diz estar 'lisonjeada'

A atriz Cristiana Oliveira como Juma Marruá na novela 'Pantanal', exibida em 1990 pela TV Manchete; Globo anunciou remake para 2021 Reprodução

São Paulo

A oficialização pela Globo de que fará um remake de “Pantanal”, sucesso de 1990 na extinta Rede Manchete, movimentou as redes sociais nos últimos dias. Além da nostalgia despertada, os fãs não veem a hora de saber quem irá interpretar a nova Juma Marruá, a personagem principal da trama.

Na versão exibida há 30 anos, coube a Cristiana Oliveira, hoje com 56 anos, assumir o papel que a alçou à fama. Para a refilmagem, ela defende que a intérprete de Juma seja um “rosto novo”, ou seja, uma atriz ainda desconhecida, um lançamento. Mesma opinião tem Ricardo Waddington, diretor de produção dos Estúdios Globo.

Fato é que, tão logo a novidade foi anunciada, o público começou a fazer suas apostas e a indicar nomes para dar vida à mulher que se transforma em onça.

“Eu fico vendo televisão o tempo todo, procurando quem é que eu vou chamar para fazer a Juma”, disse o autor Benedito Ruy Barbosa em recente entrevista ao Fantástico. A adaptação da trama para 2021 está sendo feita por Bruno Luperi, neto do autor.

De acordo com o jornal Extra, Barbosa e Waddington já teriam chegado a um acordo: se Juma for feita por alguma atriz famosa, o papel será de Vanessa Giácomo, 37 anos —experiente, a atriz tem em seu currículo personagens como Zuca, de “Cabocla” (2004), e Tóia, de “A Regra do Jogo” (2015).

A informação de que Giácomo seria a única famosa no páreo, contudo, não é oficial, e as apostas continuam. Parte do público aponta a atriz, cantora e multi-instrumemtista Lucy Alves, 34 anos, como nome forte. Vice-campeã do The Voice Brasil em 2013, a artista foi bastante elogiada por sua atuação como Luzia na novela “Velho Chico” (2016).

O nome de Isis Valverde, 33 anos, também tem aparecido com frequência e é lembrado especialmente por Ritinha, personagem fascinada pelas águas dos rios e que nadava com botos em “A Força do Querer” (2017) —trama que está de volta ao horário nobre da Globo.

A jovem Giullia Buscacio, 23 anos, também é bastante citada. A atriz, que começou cedo na carreira —com apenas 12 anos integrou o elenco de “A Lei e o Crime” (2009), da Record—, se destacou com papéis como a índia Jacira, de “Novo Mundo” (2017), e a jovem Isabel, de “Éramos Seis” (2019).

Uma das atrizes que figura como queridinha do público em enquetes na internet é Débora Nascimento, 35 anos, famosa por personagens como Filomena, de “Êta Mundo Bom!” (2016), e Tessália, de “Avenida Brasil” (2012).

Como aposta de rosto novo —ao menos na dramaturgia— surge o nome da influenciadora digital Rafaella Kalimann, 27 anos, vice-campeã do Big Brother Brasil 2020 e recém-contratada da TV Globo.

De todas as artistas citadas nesta reportagem como candidatas a Juma, Lucy Alves foi a única que comentou a indicação de seu nome pelo público. “Acho muito lindo e fico muito lisonjeada que os espectadores e também os meus fãs tenham pensado em mim para este papel tão especial! Só tenho a agradecer. A Juma é uma personagem muito forte, e ‘Pantanal’ é sem dúvidas uma das novelas mais emblemáticas da história da TV”, disse Lucy ao Agora.

Ainda na reportagem exibida pelo Fantástico, Ricardo Gomes, diretor artístico do remake de Pantanal, disse que a escolha da protagonista depende de quem serão os atores desse núcleo familiar, ou seja, de quem será o pai e de quem será a mãe de Juma. “Em cima desse DNA que a gente vai chegar na atriz que vai fazer a Juma”, disse Gomes.

Para as interessadas em disputar o papel, Cristiana Oliveira tem uma dica preciosa: é preciso desenvolver um olhar de onça.

“A Juma é um bicho. Como é que os bichos olham? Os bichos são desconfiados, não olham de frente. Principalmente a onça, ela olha de baixo para cima. E tem uma desconfiança. Ficou todo mundo doido, disseram: ‘Cristiana, nasceu a Juma!’”, contou a atriz ao Fantástico, lembrando as gravações de 1990.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.