Fernanda Montenegro agradece elogio de Glenn Close, mas tinha outra favorita em 1999

Americana disse que brasileira deveria ter ganhado Oscar que foi parar nas mãos de Gwyneth Paltrow

Fernanda Montenegro e Pedro Bial . Aos 91 anos, Fernanda Montenegro faz um balanço da carreira e fala sobre o especial de Natal com a filha - Globo
São Paulo

Pedro Bial perguntou a Fernanda Montenegro no Conversa com Bial desta sexta (27) se ela gostou de ouvir a atriz Glenn Close dizer, há poucos dias, que não se conforma de Fernanda não ter levado o Oscar de melhor atriz em 1999, quando ela concorreu ao prêmio pelo filme “Central do Brasil” e perdeu para Gwyneth Paltrow, por “Shakespeare Apaixonado”.

Fernanda deixou claro que Paltrow não mereceu a estatueta, mas sem se colocar como injustiçada. “Eu teria dado o prêmio para a [Cate] Blanchett porque ela fez duas Elizabeths naquele ano, de uma forma maravilhosa”, disse, sobre a protagonista do filme “Elizabeth”. “Agradeço à Close. Isso já tem 21 anos, não é brincadeira uma colega da dimensão dela lembrar o meu trabalho, considero um prêmio.”

DE REPENTE, 30

Olhando assim, nem parece que foi ainda ontem que Carla Diaz contracenava com a estrela do basquete Hortência em comercial de TV. Na época, ela tinha 5 aninhos. E num piscar de olhos, outros 25 se passaram. Neste sábado (28), a estrela comemorou seus 30 anos, e sua mãe, Mara Diaz, lembrou que até Maradona já esteve presente em aniversário da filha. Foi aos 7 anos, quando Carla fazia “Chiquititas” para o SBT, gravada nos estúdios da Telefé, na Argentina, onde conviveu com Giannina Maradona. A filha do craque atuava em “Cebollitas”, outra novela infantil do canal argentino

FRASE

"Se eles escreverem papel para nós [...] Eles acham que [os atores mais velhos] não dão ibope. Quem dá ibope é quem tem like no YouTube"

Maria Zilda em live com Oscar Magrini, reclamando da falta de espaço na TV

VITÓRIA

Luíza Brunet comemorou a decisão do STF de ter negado recurso de Lírio Albino Parisotto, seu ex, à condenação por agressão física à modelo. O empresário foi condenado a serviços comunitários e terá de se apresentar à Justiça todo mês durante dois anos. “Depois de quatro anos, posso dizer que virei a página da minha vida [...] Acreditem, denunciem”, aconselha ela às vítimas de violência.

A modelo e empresária Luiza Brunet
A modelo e empresária Luiza Brunet - Mariana Pekin/Divulgação

SEM SOFRÊNCIA

Após passar cinco meses separada do músico Murilo Huff, pai de seu filho, Léo, de 11 meses, Marília Mendonça reatou o romance com ele. Tudo indica que o casal poderá celebrar o primeiro aniversário do herdeiro em clima de muito afeto.

FAMÍLIA

Sempre muito discreto, o ator Luiz Fernando Guimarães apareceu em foto no Instagram de seu companheiro, Adriano Medeiros, ao lado dos filhos que ambos adotaram. A imagem celebrou os 71 anos do ator.

AGORA SIM

À revista Variety, Diane Keaton disse que assistir à remontagem de “O Poderoso Chefão Parte 3”, de 1990, recém-produzida pelo diretor Francis Ford Coppola, foi um dos maiores momentos de sua vida. A nova versão busca ser mais fiel à obra imaginada pelo diretor, na época vetada pelos produtores. O filme foi rebatizado como “O Poderoso Chefão - Desfecho: A Morte de Michael Corleone”. “Para mim foi como um sonho realizado. Vi o filme sob uma nova perspectiva”, disse Keaton, que vive a ex-mulher de Michael Corleone (Al Pacino).

o poderso Chefão 3
O Poderoso Chefão 3 - Diane Keaton e Al Pacino - Divulgação

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.