Homem morre após pai tentar reagir a assalto com espingarda

Vítima estava saindo da casa dos pais com a mulher e a filha de três meses quando foi abordada, em Diadema (ABC)

Alfredo Henrique
São Paulo

Um autônomo de 39 anos foi morto com um tiro na cabeça em frente à família durante um assalto em frente à sua casa, em Diadema (ABC). O latrocínio (roubo seguido de morte) ocorreu após o pai de Willians Prado de Oliveira tentar reagir ao roubo com uma espingarda, calibre 12, que foi levada por três criminosos, ainda não identificados pela polícia.

Rua onde o autônomo Willians Prado de Oliveira, 39 anos, foi morto com um tiro na cabeça durante um assalto na noite desta sexta-feira (21), em Diadema (ABC) - Divulgação

Segundo a polícia, a vítima havia acabado de jantar com os pais, mulher e a filha, de apenas três meses. Câmeras de monitoramento registraram um dos ladrões, guiando uma bicicleta, passando em frente à residência do autônomo, instantes antes da abordagem criminosa. 

Ainda segundo as imagens, Oliveira sai da casa e abre a porta de seu carro, um Fiat Mobi, que estava estacionado. Neste instante, ele é abordado pelo bandido na bicicleta, e por mais dois que chegaram a pé. 

O trio de criminosos pediu a chave do carro e, na sequência, entrou na garagem da residência de forma agressiva exigindo objetos da família. Segundo a polícia, o pai do autônomo ouviu o barulho e pegou sua espingarda, regularizada. 

Quando o idoso, de 79 anos, apareceu com a arma em punho, um dos ladrões atirou contra a cabeça de Oliveira. Antes de fugir, os ladrões pegaram a arma do idoso. Também levaram a chave do carro do autônomo.

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), foram registrados 739 assaltos na região onde ocorreu o latrocínio, entre janeiro e abril deste ano.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.