Médico peruano é preso por suspeita de estuprar jovem

Ele se entregou após a Justiça expedir o mandado de prisão

Alfredo Henrique
São Paulo

Um médico peruano foi preso nesta quarta-feira (29) acusado de estuprar uma estudante de educação física, de 18 anos, no último dia 5 na região do Rio Pequeno (zona oeste). Fred Chahuaylla Palomino, 40 anos, se entregou à polícia após a Justiça expedir contra ele um mandado de prisão temporária. A defesa dele alega que não houve abuso sexual.

Segundo a mãe da estudante, uma técnica de enfermagem de 51 anos, a filha foi abordada pelo suspeito quando a jovem ia para um culto religioso. "Sempre vamos juntas, mas neste dia ela saiu primeiro", relatou. 

Quando caminhava rumo ao templo, a vítima foi abordada pelo médico, que parou o carro ao lado dela. Ele perguntou onde havia um terminal bancário 24 horas. A vítima explicou, mas ele insistiu para que a jovem indicasse onde era o caixa. "Minha filha foi ingênua e entrou no carro", afirmou a técnica. 

O homem sacou dinheiro e, em seguida, afirmou que levaria a vítima até a igreja. Porém, ele desviou o caminho, parando o carro na rua Ambrosina Nunes Ferreira. Neste momento, segundo a vítima, ele a estuprou. 

Após o abuso, ainda segundo a vítima, ele comprou uma pílula do dia seguinte (usada para evitar gravidez). "Ele trancou o carro para ir comprar o remédio, com minha filha dentro. Depois, levou ela para a igreja. Ele acabou com a vida dela", afirmou a mãe da jovem. 

O advogado de defesa de Palomino, Tiago Mariano da Silva, afirmou que a relação entre a vítima e o suspeito "foi consensual". "Houve um namoro entre eles", disse.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.