Sistema Cantareira opera com 57% de capacidade

Volume é maior do que há um ano, quando estava com 44,9% de capacidade

São Paulo

As represas que formam o sistema Cantareira entram neste inverno com 57% de sua capacidade, segundo a última medição feita nesta quinta-feira (20) pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo).

Represa Atibainha, em Nazaré Paulista (64 km de São Paulo), uma das que integram o sistema Cantareira - Eduardo Anizelli - 25.jul.2018/ Folhapress


O volume é maior do que os 44,9% da capacidade registrado há um ano. Porém, ainda é menor do que os 67,8% que foi verificado em 20 de maio de 2017.

Já as represas do sistema Alto Tietê estava com 96,9% da capacidade e o Guarapiranga estava com 91,8% nesta quinta-feira (20). 

Outros quatro sistemas administrados pela Sabesp estavam acima da capacidade: Cotia (101,6%), Rio Grande (101,2%), Rio Grande (102%) e São Lourenço (100,3%).

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.