Descrição de chapéu Zona Leste

Paciente com HIV aguarda consulta há 1 ano

Promotor de vendas diz não conseguir infectologista na zona leste de SP

Regiane Soares
São Paulo

O promotor de vendas Fabio Striatto, 38 anos, reclama que está há um ano sem conseguir marcar consulta com infectologista no ambulatório de especialidades DST/Aids da Vila Prudente, na zona leste da capital. Entre outros pacientes, o serviço atende portadores do vírus HIV, como é o caso de dele.

O promotor de vendas Fabio Striatto, 38 anos, que é portador do HIV há 15 anos - Rubens Cavallari/Folhapress

Portador do vírus HIV há 15 anos, Fabio disse que começou a fazer o atendimento na unidade da Vila Prudente há dois anos, quando se mudou para Mooca, também na zona leste. Até então, ele se tratava na unidade da Vila Mariana, na zona sul de São Paulo, onde segundo ele não teve problemas para marcar consultas com infectologista.

No ano passado ele conseguiu passar em consulta com infectologista na unidade da Vila Prudente, mas não conseguiu mais marcar retorno. “Eu preciso fazer o meu acompanhamento e tratamento, e também saber como está a carga viral, mas não tem infectologista na unidade”, afirmou Fabio, que disse que também não há dentistas nem psicólogos e psiquiatras na unidade da Vila Prudente.

Outro problema da falta de consulta com infectologista é que Fabio não consegue renovar a receita para retirar os medicamentos de uso contínuo para portadores de HIV.

Resposta

A Secretaria Municipal de Saúde, gestão Bruno Covas (PSDB), responsável pelo ambulatório da Vila Prudente, disse que a unidade possui um infectologista e que iniciou no dia 27 de julho a contratação de mais dois infectologistas. A previsão é que até o fim do mês o processo de contratação já tenha sido concluído.

Segundo a secretaria, a unidade tem um dentista e um psiquiatra, e está em estudo a realocação de mais um psiquiatra.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.