Descrição de chapéu Centro

Shopping popular no Brás é fechado pela Receita

Prefeitura também multou o local em R$ 12 milhões por irregularidades

Alfredo Henrique
São Paulo

Uma ação conjunta da Receita Federal e da Prefeitura de São Paulo interditou um shopping popular na rua Barão de Ladário, no Brás (região central da capital paulista), além de aplicar R$ 12 milhões em multas, nesta segunda-feira (2). 

A interdição ocorreu, segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), por conta de irregularidades que infringem o Código de Obras e Edificações da cidade de São Paulo, que resultaram em 60 autuações, que renderam as multas milionárias. 

Já a Receita Federal verificou a legalidade das mercadorias de 600 boxes que funcionam no local. 

A Receita estima que durante a ação, que pode durar até três semanas, sejam apreendidas mil toneladas de mercadorias falsificadas, principalmente roupas e calçados, avaliadas em cerca R$ 500 milhões.

O shopping popular no Brás foi escolhido para a operação, batizada de Promitheia, pois é considerado um dos principais polos de comércio de mercadorias irregulares, oriundas de contrabando e falsificação. 

“O nome da operação deriva do grego e faz alusão ao papel desempenhado atualmente pelo shopping no suprimento de mercadorias ilegais para toda uma rede de revenda pelo Brasil”, diz trecho de nota da receita. 

O órgão federal afirmou que os boxes do shopping popular atuam tanto no varejo como no atacado, vendendo para comerciantes irregulares em todo o país.

A administração do Shopping 25 afirmou em nota que firmou um Termo de Ajuste de Conduta com a prefeitura, adotando medidas para atender às normas e exigências do governo.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.