Pai é suspeito de matar ex-namorado da filha com dois tiros na Praia Grande

Desempregada já havia registrado quatro boletins de ocorrência contra a vítima

Alfredo Henrique
São Paulo

Um homem de 36 anos teria sido morto pelo ex-sogro com ao menos dois tiros, quando foi à casa da filha do acusado e a ameaçou com uma faca, por volta das 19h30 deste domingo (6) na Praia Grande (71 km de SP). O suspeito, um representante comercial de 52 anos, fugiu e não havia sido encontrado pela polícia até a publicação desta reportagem.

Segundo a filha do representante, uma desempregada de 28 anos, ela foi abordada pelo ex-namorado, Elton Gomes da Silva, quando chegava em casa, no bairro Sítio do Campo. Ela terminou o relacionamento com ele há cerca de dois anos, o que não era aceito pelo homem, acrescentou a desempregada em depoimento à polícia. 

Ambos entraram na casa da mulher, onde Silva foi à cozinha e pegou uma faca, com a qual ameaçou a ex-namorada, que conseguiu acalmar o homem. Ela argumentou, segundo a polícia, que iria conversar com ele após tomar banho. 

Já no banheiro, no entanto, a desempregada mandou uma mensagem para o pai, afirmando que Silva estava fazendo ameaças. Em seguida, a mulher saiu do banheiro, quando foi abordada pelo ex. Ele teria arrancado o celular da mão dela, jogado o aparelho no chão, empurrado a mulher, dado um soco na cabeça dela e a derrubado sobre uma cama. 

Durante as agressões, o pai da desempregada chegou ao local. Silva teria partido para cima dele, quando o representante sacou uma arma e teria dado um tiro na região da barriga do ex-genro. Na sequência, teria dado mais um disparo e fugiu. Silva morreu a caminho do pronto-socorro Irmã Dulce. 

A reportagem apurou que a desempregada registrou quatro boletins de ocorrência contra o ex pelos crimes de ameaça, injúria, furto e violência doméstica.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.