Prefeitura de SP faz censo de famílias de alunos de escolas municipais

Objetivo é conhecer a percepção dos pais e responsáveis sobre o ensino dado nas salas de aula

São Paulo

Escolas municipais de ensino infantil e creches da cidade de São Paulo iniciaram nesta semana a distribuição de "questionários de contexto", para analisar a percepção dos pais sobre o ensino recebido pelos alunos. A pesquisa também vai medir o nível socioeconômico das famílias dos estudantes.

Ao todo, os questionários foram entregues em 2.960 unidades para 561.787 crianças da educação infantil. São cerca de cem questões objetivas que podem ser respondidas pelos pais e responsáveis até o dia 8 de novembro. O caderno de perguntas deve ser retirado e devolvido na unidade. 

Questionário semelhante já é enviado anualmente aos pais dos estudantes do ensino fundamental 1 e 2. Esta será a primeira vez que estudantes do ensino infantil também receberão as perguntas. 

De acordo com o secretário municipal da educação, Bruno Caetano, a secretaria espera entre 80 e 90% de adesão dos pais. "Muitas famílias também possuem filhos nas escolas de ensino fundamental, então já estão acostumadas com este tipo de questionário", disse. 

Caetano também ressalta que o objetivo das questões não é avaliar a estrutura das escolas e nem projeto pedagógico de ensino, e sim construir um termômetro sobre como as famílias enxergam a educação pública. "É um instrumento de percepção, para que melhoremos a comunicação com os pais e para que eles possam saber exatamente o que acontece na escola de seus filhos."

O resultado do questionário será entregue pela Fundação Vunesp até o final de janeiro de 2020, segundo o secretário. 

Questionários para pais de alunos do Ensino Infantil

Quem irá receber?

  • 561.787 crianças em educação infantil 
  • 2.960 unidades educacionais (CEIs e EMEIs)

Qual o objetivo?

  • Analisar a percepção dos pais sobre o funcionamento da escola e sobre o plano pedagógico da rede de educação infantil da cidade

Implicações do questionário?

  • Mudanças para melhorar a comunicação com as famílias
  • Aproximar os pais do ensino público
  • Auxiliar a secretaria na criação de políticas públicas

Respostas devem ser entregues até o 8/11

  • A tabulação dos dados deve ser feita até o final de janeiro
  • A prefeitura espera entre 80 e 90% de respostas
  • Perguntas devem ser respondidas pelos pais e responsáveis dos alunos
  • O questionário também irá medir o nível socioeconômico das famílias
  • O questionário NÃO irá avaliar estrutura da escola ou projeto pedagógico

Estrutura do questionário: 

  • CEI - 103 perguntas objetivas 
  • EMEI - 98 perguntas objetivas 

Exemplo de perguntas (Respostas: sim, não, não sei):

  • Na escola, os espaços são adequados para movimentação de crianças com deficiência física?
  • A professora faz registro sobre as brincadeiras, vivências, produções e aprendizagens de cada criança e do grupo?
  • As professoras ajudam as crianças a manifestar seus sentimentos e a perceber os sentimentos dos colegas?
  • Nas escolas, as janelas ficam numa altura que permite que as crianças vejam o espaço externo?

Fonte: Secretaria Municipal de Educação

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.