Prefeitura de SP vai lotear todos os terminais de ônibus da capital

Edital para parceria público-privada também cita dois pontos e corredores

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo publicou nesta terça-feira (14) edital de chamamento para PPP (parceria público-privada) dos 31 terminais urbanos de ônibus da cidade, além de dois pontos de parada (Clínicas e Eldorado), oito estações do Expresso Tiradentes e quatro corredores de ônibus. 

O edital de licitação prevê que a empresa vencedora será a responsável pela administração, manutenção, conservação, exploração comercial e requalificação dos espaços. 

A concessão será por 30 anos com expectativa de benefícios econômicos de R$ 3,37 bilhões.

Segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), a manutenção dos espaços custa R$ 258,4 milhões ao ano.

Terminal de ônibus Parque Dom Pedro, no centro da capital; locais serão divididos em lotes para realização de parceria público-privada - Zanone Fraissat - 16.set.19/Folhapress

Os terminais foram divididos em três blocos: noroeste, sul e leste. Um mesmo licitante pode ser vencedor em mais de um lote se for único interessado a apresentar proposta por aquele grupo de terminais.

A contraprestação mensal máxima definida no edital é: R$ 4,26 milhões para o bloco noroeste; R$ 5,27 milhões para o sul e R$ 4,99 milhões para o leste.

O vencedor também terá de realizar obras de requalificação e será responsável por vigilância e limpeza.

Os vencedores serão conhecidos em 19 de fevereiro.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.